Aproximadamente 40 produtores rurais compareceram e participaram à Conferência com o tema: “Por um Brasil Rural com gente do jeito que a gente quer”, durante todo a manhã na Escola Municipal Ligia Rosa.Sociedade civil e governo municipal estiveram presentes para debater o desenvolvimento rural no município. O objetivo da conferência municipal é angariar sugestões de desenvolvimento para as conferências estadual e federal. “Temos que ter políticas públicas de incentivo que atendam as necessidades do homem do campo”, disse o secretário de Ambiente e Agronegócios , Ademar Quintella.

A abertura foi realizada pelo subsecretário de Ambiente e Agronegócios Julio Cicarino. Após a abertura os participantes foram divididos em quatro grupos para ampliação do debate. “Esta foi à primeira conferência voltada para o setor rural que realizamos em Seropédica. Foi muito produtiva e daqui vamos elaborar um documento com metas para as próximas conferências. Tenho certeza que o objetivo, de valorizar o trabalho do homem do campo, será atingido”, concluiu o secretário.

O secretário enfatiza que construir uma sociedade agrícola fortalecida exige esforços compartilhados em todas as esferas do poder público e da sociedade civil organizada, para que haja implementação das ações e para que essas sejam eficazes.

O tema “Desenvolvimento Socioeconômico e Ambiental do Brasil Rural e o Fortalecimento da Agricultura Familiar”, foi desenvolvida com uma explanação da engenheira agrônoma extencionista rural EMATER, Maria Conceição Rosa. A articuladora Territorial de Desenvolvimento Rural Sustentável e Solidário Sueli Baldez abordou o tema “Importância da Conferência”; Rosani Ferraz de Araujo, extencionista social da EMATER, apresentou a palestra sobre “Mulheres na Agricultura”; o tema “Políticas publicas na agricultura orgânica” foi apresentado pelo consultor do SEBRAE/RJ Walace da Cruz.