Ronaldo compra o Cruzeiro e vai injetar R$ 400 milhões

0
239

Tetracampeão brasileiro e bi da Libertadores, clube mineiro vai reestruturar dívida de mais de R$ 1 bilhão

Ronaldo no Cruzeiro — Foto: Divulgação
Ronaldo no Cruzeiro — Foto: Divulgação

Ronaldo Fenômeno vai fazer história — mais uma vez. O craque do penta acaba de adquirir 90% do Cruzeiro, na primeira transação da Sociedade Anônima do Futebol (SAF) — legislação criada recentemente pelo Congresso para permitir a transformação de clubes em companhias. O Fenômeno se comprometeu a aportar R$ 400 milhões no Cruzeiro nos próximos anos.

O negócio também marca o pioneirismo da XP, que apostou desde o início na atração de investidores para a SAF — a área de investment banking comandada pelo cruzeirense Pedro Mesquita também está com o mandato para atrair um sócio para o Botafogo.

A chegada de Ronaldo poderá ser a salvação do Cruzeiro, que se afundou em dívidas e vários problemas de gestão que levaram o gigante mineiro a cair para a segunda divisão e, pior, não conseguir o acesso de volta à Série A por dois anos consecutivos. Tetracampeão brasileiro e bi da Libertadores, o Cruzeiro deve mais de R$ 1 bilhão.

Nas negociações com os investidores, os dirigentes do Cruzeiro tiveram de ser convencidos de que não poderiam salvar o clube sem abrir mão do controle — poucos investidores estariam dispostos a apostar no clube sem ter a gestão. Ontem, uma assembleia dos associados aprovou a mudança do estatuto que permitia a venda do controle.

Além dos aportes, Ronaldo agora vai se debruçar sobre a reestruturação das dívidas do Cruzeiro, disse Pedro Mesquita ao Pipeline. O executivo não deu detalhes sobre como isso será feito, mas a lei da SAF também permitiu a entrada dos clubes em recuperação judicial.

“A intenção é profissionalizar o futebol e o Cruzeiro é o primeiro. Ronaldo vem com uma ambição muito grande para mudar essa dinâmica destrutiva do futebol”, afirmou. Na transação, o Cruzeiro foi avaliado em mais de R$ 1 bilhão, disse Mesquita. A expectativa é que as diligências levam até 60 dias, quando o negócio será concluído.

A chegada de Ronaldo também é simbólica para o jogador e a torcida da Raposa. O Fenômeno foi formado pelo São Cristovão, do Rio de Janeiro, mas foi revelado para o Brasil e o mundo jogando pelo Cruzeiro. Em 1994, com apenas 17 anos, integrou o elenco que ganhou a Copa do Mundo, nos Estados Unidos.

“Feliz demais de poder concluir essa operação. Dizer que tenho muito a retribuir. Temos muito trabalho pela frente. Vamos. Temos muito trabalho e ambição para fazer o Cruzeiro novamente”, disse Ronaldo.

Como jogador, Ronaldo deixou a Raposa em 1994, vendido ao holandês PSV. Na Europa, construiu uma carreira lendária e passou por clubes como Barcelona, Inter de Milão, Real Madrid e Milan. Craque da Copa do Mundo do Japão e Coreia, o Fenômeno foi eleito três vezes o melhor jogador do mundo. Na volta ao Brasil, Ronaldo atuou pelo Corinthians, onde foi campeão e se aposentou.

O Cruzeiro não é o primeiro o clube adquirido por Ronaldo. Há três anos, o Fenômeno comprou 51% do Real Valladolid, time da segunda divisão espanhola, em uma transação estimada em € 30 milhões. O investimento de Ronaldo no Cruzeiro será feito pela mesma holding que controla o Valladolid, a Tara Sports.

Pedro Mesquita, da XP, e Ronaldo — Foto: Twitter
Pedro Mesquita, da XP, e Ronaldo — Foto: Twitter

Ronaldo também é dono da holding ODDZ, que está buscando recursos com investidores para ir além do marketing esportivo, área onde atua com a Octacon Brasil.

Em uma recente entrevista ao Pipeline, o co-COO e sócio de Ronaldo na ODDZ, Eduardo Baraldi, contou que a Fortezza Partners, uma butique paulistana que assessora M&As, está estruturando a captação da ODDZ. “Queremos captar de R$ 30 milhões a R$ 70 milhões até o primeiro trimestre”, disse na ocasião.

Assim como já ocorre com com o Real Valladolid, a gestão do Cruzeiro será completamente separada dos outros investimentos do Fenômeno.

Fonte: Valor Econômico