Morro de São Paulo uma ilha linda que faz parte da História do Brasil

0
91

A Ilha de São Paulo foi palco de fatos históricos que ocorreram no período do Brasil colonial, um local lindo e maravilhoso para passar suas férias. As fotos tiradas da ilha de São Paulo foi do Fotografo Iony Calderini, que registrou uma parte da História do Brasil que vamos contar aqui.

Esta ilha é dos lugares da Bahia mais procurados por cidadãos de todo mundo. No entanto, antes de ser bastante conhecido e ter variadas opções de hotéis, pousadas e demais serviços que contribuem no bem-estar dos que chegam até lá, esse local tem uma história linda de nosso Brasil.

Sua História

Martim Afonso de Souza pertencia a uma nobre família de Portugal e tinha a missão, que começou no final do ano de 1530, de proteger o litoral brasileiro de possíveis invasões de outros povos europeus. A história de Morro de São Paulo começa a partir do momento em que ele chega com sua tripulação no ano seguinte e batiza aquela região de Tynharéa.

Os índios das tribos Guerés e Aimorés já habitavam o local e os tupinambás também já frequentaram aquele pedaço da Bahia. Durante o seu período de colonização, muitos ataques aconteceram entre as esquadras francesas e holandesas. O estopim da Segunda Guerra Mundial ocorreu às margens da primeira praia da ilha: os vapores de Itagiba e Arará foram torpedeados pelos nazistas.

A divisão de capitanias

A região que hoje é conhecida como Morro de São Paulo tinha uma localização muito estratégica e foi por isso que sofreu tantos ataques. Ela acabou sendo conhecida por esse nome devido à divisão do litoral baiano, feita em 1534 pelo então rei D. João III, em três capitanias. A de Ilhéus, que corresponde ao arquipélago de Tinharé, ficou sob a responsabilidade do tenente Francisco Romero.

Ele assumiu tal compromisso no dia 29 de julho daquele mesmo ano e usou a data festiva de São Paulo para nomear a sua sede desta capitania. Apesar de ser trocada de lugar pouco tempo depois, tal acontecimento ajudou a povoar o local junto de cada ataque que o população dali sofreu dos índios tupiniquis e aimorés. A Vila só foi fundada oficialmente em 1535 e a colonização ainda aconteceu durante um bom tempo por ali.

As construções dos monumentos históricos

Não podemos falar da história de Morro de São Paulo sem citar os monumentos históricos que foram construídos durante esse período. A Fortaleza Tapirandú foi construída em 1630 com intuito de proteger os nativos dos roubos de mercadorias e demais ataques vindos dos holandeses. A partir de 2017 ele dispõe do Museu de Território do Forte e o local é reconhecido como patrimônio nacional.

Outra construção histórica foi a Igreja Nossa Senhora da Luz, que iniciou em 1628 e só foi finalizada em 1845. Devido ao aumento da população e o surgimento de mais casas naquela região, um sistema de fornecimento de água, considerado o maior dessa época, foi construído em 1746 e levou o nome de Fonte Grande e está localizado na rua homônima.

Há também o Farol de Morro de São Paulo que foi feito com o objetivo de facilitar o acesso à cidade de Valença e servir de ponto de referência na chegada de marinheiros até o arquipélago de Tinharé. É lá onde o turista pode ter uma bela vista da ilha e descer em uma tirolesa de 57 metros de altura por 300m de comprimento até as margens da primeira praia.

O Morro de São Paulo atualmente

Até agora você viu que a história de Morro de São Paulo foi feita diante de vários acontecimentos e fatos históricos do Brasil. No entanto, quando foi que ele começou a ser um dos grandes destinos turísticos da Bahia? Foi graças aos hippies e mochileiros que gostam de desbravar novos locais pelo mundo que a popularidade do local iniciou e não parou de crescer desde então.

Na década de 70 não havia luz elétrica, acesso a telefone e a sobrevivência dos nativos era por meio da pesca. Porém, os veranistas se encantaram com o que a localidade oferece e começaram a construir casas e depois vieram às lojas até a formação de um comércio. Hoje em dia a ilha conta com hotéis que vão de opções luxuosas até serviços econômicos em confortáveis bangalôs.

A chegada até o Morro de São Paulo

Os únicos transportes terrestres que podem ser encontrados na ilha são os dos hotéis que oferecem o serviço de condução aos seus hóspedes, o transporte de aluguel das agências de turismo e o carro da prefeitura que recolhe os lixos e faz a limpeza das ruas de Morro de São Paulo.

Isso se dá ao fato desse local estar separado a duas horas de viagem da capital da Bahia e o seu principal acesso é por meio de táxi aéreo ou, a opção mais popular, as embarcações denominadas de catamarãs, localizadas em frente ao Mercado Modelo, importante ponto turístico da cidade de Salvador.

Fotografo Iony Calderini