Na linha de frente das ruas

No Dia do Rodoviário, a Transportes Flores enaltece a dedicação e o trabalho dos profissionais do transporte público urbano

Uma categoria profissional que tem sido fundamental na pandemia é a dos rodoviários. Mesmo quando a ordem era ficar em casa, esses trabalhadores não saíram das ruas e continuaram a levar passageiros aos seus destinos. Quando o trabalho é uma paixão, ele se torna muito mais do que uma profissão, é uma história de vida.

Abdias Costa coleciona momentos marcantes nos seus 36 anos rodando pela Baixada Fluminense, em sua linha “xodó” da Transportes Flores, a São João de Meriti x Vilar dos Teles (via Parque Alian). “É uma linha tranquila, a gente conhece todo mundo, tem passageiro que já sei onde salta e a hora que vai pegar o carro. Eu trabalho satisfeito”, conta ele.

Há 20 anos, Abdias pegou uma cliente passando mal, quase ganhando neném. Ele correu para o hospital e tudo deu certo. Tempos depois, o avô da criança (também motorista) levou o menino para que ele conhecesse.

Muitas vezes o trabalho dos rodoviários passa despercebido por já fazer parte do cotidiano das pessoas. Mas quando valorizados, o compromisso e a dedicação que os profissionais têm com as vidas que transportam conquistam até fãs. Olímpio Ferreira conta que uma senhora fazia uma viagem no ônibus todos os dias só para conversar com ele, a Dona Benedita. Adriano, um jovem especial, vai até o ponto só para dar oi ao motorista. A mãe dele pede para que seu Olímpio buzine e fale com o rapaz, que tem o sonho de conhecer a Flores.

Para Marco Antônio Oliveira, há nove anos na empresa e nascido em uma família de motoristas, é justamente essa relação com os passageiros que ele mais gosta em sua profissão. Durante a pandemia, eles são a força para encarar o dia a dia. “A gente vive cada dia pedindo a Deus que nos proteja e que nos leve de volta para casa em segurança. Ser rodoviário é uma responsabilidade muito grande e bonita. Eu olho pelo retrovisor e vejo quantas famílias, crianças e idosos estão nas minhas mãos”, completa Marco, emocionado.

Nos bastidores da operação

Não só de motoristas e cobradores a classe dos rodoviários é representada. Uma grande equipe atua nos bastidores da operação do transporte público urbano e que, mesmo durante a pandemia, continuaram o trabalho e a rotina.

Há 31 anos na Transportes Flores, Sidney Paulo da Silva hoje é o mais antigo torneiro mecânico da empresa. Conhecido como “Professor Pardal”, ele cria soluções para melhorar e otimizar a produtividade de seus colegas. Uma delas foi a “Prensa Elétrica de Montar ou Desmontar Eixo da Caixa de Marcha”, feita com materiais próprios da empresa e que diminuiu o tempo de trabalho para realizar a operação, de uma hora para apenas cinco minutos – isso sem contar a redução no esforço físico, já que a máquina funciona só com um apertar de botão. Outro invento é o “Escovador de Amortecedor”, utilizado pelos colaboradores do setor de suspensão para limpar os amortecedores dos ônibus. Sem o equipamento, os mecânicos faziam um grande esforço físico e ergonômico para acessar os amortecedores. Com a inovação, o trabalho ficou mais fácil e a escova pode ser manuseada por qualquer profissional. Suas invenções já renderam vários prêmios, como o Alberto Moreira, que conquistou o primeiro lugar na categoria manutenção, em 2016. Para Sidney, o mais importante é poder ajudar. “Toda a vez que a gente criava algo e dava certo, eu ficava muito feliz”, conta.

Para Beatriz Consuelo, gerente de Administração de Pessoal da Flores, a empresa não representa apenas uma carreira bem-sucedida, mas a sua própria história de vida. Os 43 anos de serviço permitiram que ela acompanhasse o crescimento da empresa, desde quando eram somente 250 colaboradores. Quando relembra sua trajetória, ela se emociona: ela conheceu seu marido na empresa, e sua história se confunde com a da Flores. “Tudo que tenho hoje de mais precioso começou aqui: minha família, meus netos e um lar maravilhoso”.

Merecem aplausos

No dia 21 de julho, a Transportes Flores espalhou uma corrente do bem, convocando os passageiros para aplaudirem os motoristas de ônibus que diariamente transportam todos com segurança. A ação é em comemoração ao Dia do Rodoviário, que é celebrado dia 25/7. Uma equipe da empresa circulou pelos ônibus da Flores motivando o gesto de valorização e agradecimento pelo trabalho dos rodoviários e dos 2.340 colaboradores da empresa, que foram incansáveis durante a pandemia de Covid-19.  Além disso, nas redes, a ação #OrgulhodeSerRodoviario também movimentou o Instagram e Facebook da empresa: os colaboradores trocaram as fotos de perfil com a moldura da campanha e adoraram se ver representados nos posts da Flores.