Um trabalho de inteligência da Corregedoria do Detran.RJ flagrou Fabricio Felipe Moreira dos Santos, de 23 anos, tentando regularizar um carro roubado e com placas clonadas. O flagrante aconteceu nesta sexta-feira (21.05), no posto de vistoria da Barra da Tijuca, na Zona Oeste da Cidade do Rio.

Durante a investigação, verificou-se que o automóvel, na verdade, havia sido roubado em 2018, também na Barra da Tijuca, e que as placas são clonadas de um veículo registrado em Volta Redonda.

Para tentar regularizar o carro clonado, Fabrício utilizou as credenciais de despachante da mãe, Ana Paula de Almeida Moreira. Com ele, também foram encontrados documentos falsos que seriam utilizados na tentativa de “esquentar” o automóvel. A mãe, Ana Paula, chegou em seguida ao posto do Detran na Barra, e os dois foram levados para a 32ª DP (Taquara), que deu apoio à operação. A Polícia Civil vai continuar a apuração do caso.

Ana Paula alegou não saber sobre a situação do automóvel e levou a polícia à suposta proprietária. A mulher para quem ela e o filho tentavam regularizar o veículo alegou ter comprado o carro em um site especializado em revendas.

A investigação da Corregedoria partiu de uma reclamação do proprietário do veículo legalizado. Ele recebeu uma multa de Guaratiba, apesar de morar em Volta Redonda. A tentativa de fazer o serviço de vistoria no posto da Barra deu à Corregedoria a oportunidade do flagrante.
 
“Estamos cada vez mais trabalhando para coibir crimes que envolvam os serviços do Detran. É um trabalho investigativo da nossa Corregedoria, que vem apresentando ótimos resultados. Pedimos que os nossos usuários denunciem possíveis golpes e fraudes, para que o departamento consiga agir rapidamente contra qualquer tipo de ação criminosa. Estamos dando todo o suporte à polícia, que está investigando e esclarecendo os casos”, afirmou o presidente do Detran, Adolfo Konder.