Em mais uma ação de combate ao furto de energia, realizada ontem (1), em Seropédica, na Baixada Fluminense, a Light identificou 379 irregularidades, com 6 registros de ocorrência efetuados pela polícia. As fraudes no consumo de energia foram identificadas em residências e estabelecimentos comerciais.

O Superintendente de Recuperação de Energia da Light, Rainilton de Andrade explica que a ação foi realizada a partir de dados obtidos pelo Centro de Inteligência da empresa, que auxilia na busca de locais com irregularidades e na logística de inspeções dos técnicos de campo:

 “Inspecionamos unidades consumidoras detectadas previamente pelo nosso Centro de Inteligência. Com o auxílio desta tecnologia conseguimos detectar todos os tipos de fraudadores e selecionar os locais onde os técnicos atuarão no combate”, afirma Rainilton.

 A Light também disponibilizou uma Agência Móvel na Praça Naldo Romano, em frente à Câmara Municipal de Seropédica, onde moradores da região puderam solicitar serviços comerciais como, por exemplo, transferência de titularidade, encerramento de contrato e segunda via de conta.

 Furto de energia é crime

 A Light ressalta que o furto de energia é crime previsto no artigo 155 do Código Penal, com pena de até oito anos de prisão, e pode ocasionar acidentes fatais, além de incêndios e danos à rede elétrica.

 O Rio de Janeiro é o estado onde mais se tem perda de energia no Brasil. E a Light é a concessionária que mais sofre com o furto de energia. Do total de energia distribuída na área de concessão da empresa, 23,9% são furtados, o equivalente a 6 mil GWh/ano ou ao consumo de todo o mercado residencial do Espírito Santo.

gato230213inter3

 

Faça o seu comentário