Frequentemente, os debates e as tensões em torno do reconhecimento de parte da Ilha da
Marambaia como território remanescente de quilombos apontam para a permanência, ao
longo de sua história, de formas de controle sobre aspectos do cotidiano, meios de vida, da
reprodução e da ocupação dos membros da comunidade descendente de escravos que lá
reside.

Neste vídeo vamos conhecer a história de um dos moradores que faz plantio de verduras sem uso de Agrotóxicos.