Foi realizado no dia 14/06 Cerimônia de entrega de Certificados e Placas Comemorativas de agradecimento pela participação da fundação do Sistema Integrado de Produção Agroecológica conhecida como “Fazendinha Agroecológica do Km 47”.

 

Várias autoridades, Trabalhadores da Embrapa estiveram presentes, como: o Secretário de Ambiente e Agronegócios Ademar Quintela, o Subsecretário Luciano Santoro, a ambientalistas Fabiana Silva do Projeto ENO, Cientistas nas Áreas de Agricultura e Nutrição, estudantes do CTUR, e UFRRJ.

 

Fizeram parte da Mesa a Reitora da UFRRJ Ana Maria Dantas Soares, o Presidente da Pesagro-Rio Rafael Muzzi de Miranda, o Professor e Pesquisador aposentado fundador da Fazendinha Djair Lopes de Almeida, o Professor e Pesquisador Raul Duarte Ribeiro, o Prefeito Alcir Fernando Martinazzo, o Superintendente do Ministério da Agricultura Bernardo Ariston, o Chefe Geral da Embrapa Agrobiologia, Eduardo Campello.

 

Agricultura Orgânica é mais saudável

Técnicos da Fazendinha Agroecológica preocupados com o desenvolvimento sustentável a agricultura orgânica utilizam métodos naturais de adubação e controle de pragas, produzindo alimentos mais saudáveis e frescos. Os alimentos orgânicos possuem menos água em sua composição, o que significa que os nutrientes estão mais concentrados. Longe dos agrotóxicos e fertilizantes a agricultura orgânica utiliza técnicas que respeitam a natureza, o solo e o meio ambiente, resultando em alimentos com mais sabor e valor nutritivo. Estudos da Embrapa apontam que os alimentos orgânicos possuem mais substâncias antioxidantes que auxiliam na prevenção de muitas doenças. Esses são alguns motivos para consumir esse tipo de alimento.

História

A Fazendinha é resultado de uma parceria entre a Embrapa, a Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro e a Pesagro-Rio. Localizada em Seropédica, na Baixada Fluminense, ela ocupa uma área de aproximadamente 70 hectares, sendo um espaço voltado ao exercício da agroecologia e ao desenvolvimento de trabalhos de pesquisa científica e de ensino em agricultura orgânica. Na Fazendinha também são realizadas atividades de capacitação e trocas de experiências entre técnicos, agricultores e demais cidadãos interessados em conhecer e divulgar a aplicação de técnicas agrícolas ambientalmente mais amigáveis.

Em 20 anos de história, a presença de uma equipe multidisciplinar viabilizou a geração de mais de 40 tecnologias, além do resgate de espécies vegetais tradicionais, como a araruta, e da introdução e adaptação de inúmeras plantas ao manejo orgânico, principalmente hortaliças.

 

 

Faça o seu comentário