Em reunião ocorrida na manhã desta terça-feira (6), no Auditório da Secretaria Municipal de Educação, Cultura e Esporte de Seropédica, com a presença do secretário de Saúde, Marcus Baroni, do diretor de Vigilância em Saúde Wagner Teixeira e da coordenadora de Epidemiologia Irineia Sant’anna, o Conselho Municipal de Saúde, aprovou o Plano de Contingência para enfrentar dengue no município, proposto pela Secretaria de Saúde.

O Plano de Contingência e Enfrentamento da Dengue foi sugerido pelo prefeito Alcir Fernando Martinazzo, através da Secretaria Municipal de Saúde e se faz necessária pelo fato de não deixar o município sem defesa contra a doença e contra o vetor, pois em municípios circunvizinhos há a presença do vetor.

O Plano de Contingência objetiva a identificação das necessidades de materiais, EPIS (Equipamentos de Segurança), aquisição de veículos e materiais permanentes para atender a demanda local preconizada pelo Ministério da Saúde. Manter a menos de 1% a infestação predial pelo Aedes aegypti em todos os bairros da cidade, detectar precocemente os casos de dengue evitando a letalidade das formas graves. Manter a vigilância entomológica em áreas não infestadas, interromper rapidamente a transmissão através de bloqueio com UBV (Leve ou Pesada).

Marcus Baroni enfatizou que em 2012 o município conseguiu reduzir os indicadores da dengue através da implementação do “Projeto Meu Bairro Sem Dengue” que se trata de um projeto intersetorial e interinstitucional baseado na mobilização social, formado através de parcerias com Associação de Moradores, Grupos de 3ª Idade, a ESF, Secretaria de Meio Ambiente, Secretaria de Educação, Cultura e Esporte, com a realização de ações participativas com intensa mobilização da comunidade. “Realizamos visitas domiciliares para a promoção de saúde e prevenção da dengue, palestras e oficinas nas escolas municipais, com orientações sobre a importância das mudanças nos hábitos da população, com enfoque na Educação em Saúde Ambiental, Promoção da Saúde, Prevenção e Controle da Dengue”, explicou.

Imagem inline 1

Faça o seu comentário