Após janela de embarcação localizada, polícia passa a trabalhar com hipótese de naufrágio; buscas por Leonardo continuam

O laudo pericial do Instituto Médico Legal (IML) realizado no corpo de Cristiane Nogueira da Silva, de 48 anos, não encontrou sinais de violência contra a corretora, que estava desaparecida há uma semana em Angra dos Reis, na Costa Verde do Rio.
 
A informação foi confirmada pelo delegado Vilson de Almeida Silva, titular da 166ª DP (Angra dos Reis) e responsável pela investigações. “Descartamos a violência, já que o médico legista não tem encontrou vestígio do mesmo.
 
Provavelmente houve um naufrágio e ela ficou muito tempo submersa”, disse o delegado ao DIA. O corpo de Cristiane foi encontrado neste domingo (29), na Restinga de Marambaia, no trecho da Zona Oeste do Rio, mas foi resgatado nesta segunda por conta das condições climáticas adversas.
 
As buscas por Leonardo Machado de Andrade, de 50 anos, e pela embarcação em que o casal estava continuam nesta segunda-feira. Segundo a polícia, o barco não tinha um chip de localização, o que dificulta o trabalho de busca.
 
Neste domingo, um pescador encontrou a janela de uma traineira idêntica a que o casal estava. Cristiane e Leonardo foram vistos pela última vez em Ilha Grande, quando saíram de barco. 
 
Filho se despende de corretora encontrada morta em Marambaia
 
Guilherme Brito, filho da corretora de imóveis Cristiane Nogueira da Silva, de 48 anos, que estava desaparecida desde o último dia 22, ao sair de barco com o ex-companheiro para ver o pôr do sol em Angra dos Reis, causou comoção na internet ao se despedir da mãe na tarde desta segunda-feira (30).
 
Dois especialistas em buscas e resgate, contratados pela família do casal desaparecido em Angra dos Reis, na Costa Verde do Rio, estão ajudando nas investigações. Segundo Guilherme Brito, os profissionais concentram as buscas em grutas e enseadas que geralmente turistas não frequentam.
 
Fonte: Meia Hora