Há previsão de onda de calor atingindo a sensação térmica de 55 graus Celsius no Brasil, na próxima semana (informado pelo Serviço de Meteorologia do Chile).

SIGA ORIENTAÇÃO DA DEFESA CIVIL

ATENÇÃO: CUIDADOS IMPORTANTES

Cuidados especiais são necessários sobretudo com idosos, crianças e animais.

Nosso corpo esforça-se por manter uma temperatura corporal interna constante de 37ºC ao longo do tempo. Durante os períodos de calor intenso, a principal forma de arrefecimento do corpo assenta na produção de suor, que depois se evapora.

Fique dentro de casa o máximo possível.

Se a sua casa não tiver ar condicionado considere passar a parte mais quente do dia (ou mesmo da noite) em prédios públicos como bibliotecas, escolas, cinema, shopping e outras locais.
Se a sua casa tiver mais de um andar, ou se você morar em um prédio de muitos andares, fique no andar mais baixo, longe da luz do sol, se o ar condicionado não estiver disponível.

Coma coisas leves.

Alimentos quentes e de alta caloria, ou refeições ricas em proteínas, aumentam o metabolismo do corpo e a sua temperatura, o que é o oposto do que você precisa para se manter saudável durante uma onda de calor.
Pense em consumir frutas e vegetais frescos, saladas frias uma salada de frutas. BEBER MUITA ÁGUA (02 litros por dia). CONSUMIR FRUTAS SUCULENTAS)

Nunca deixe crianças ou animais em carros estacionados

Entenda o que são doenças relacionadas ao calor e como identificar os sintomas, como câimbras, que são espasmos dolorosos nos músculos dos braços, pernas e abdômen.
A exaustão causada pelo calor é uma condição séria e deve ser tratada o mais breve possível.
Os sintomas incluem:
– Palidez
– Pele fria e grudenta
– Sudorese
– Fadiga e Fraqueza extrema
– Náusea
– Tontura
– Vertigem
– Vômitos
– Desmaios
– Sede.

GOLPE DO CALOR PRODUZ RISCO DE MORTE (DESIDRATAÇÃO)

Qualquer pessoa exibindo os sinais e sintomas abaixo deve ter atenção médica imediata: Pele vermelha – pode se tornar pálida -Temperatura corporal de 41 graus ou mais alta – Ataques epilépticos – Dor de cabeça extrema – Respiração rápida -Pulso acelerado – Cessações de sudorese – Confusão – Inconsciência.

Nos dias de grande calor, os bebes e os idosos não deverão ir à praia.

Diminua os esforços físicos e repouse, frequentemente, em locais à sombra, frescos e arejados.
Aumente a ingestão de água ou de sumos naturais, sem adição de açúcar, mesmo sem ter sede.
Evite bebidas alcoólicas e com elevados teores de açúcar.
Faça refeições leves, pouco condimentadas e mais frequentes.
No período de maior calor, tome um banho de água tépida (morna para fria).
Evite, no entanto, mudanças bruscas de temperatura.
Use menos roupa na cama, sobretudo, dos bebés e doentes acamados.

Informe-se, periodicamente, sobre o estado de saúde das pessoas isoladas, idosas ou com dependência que vivam perto de si e ajude-as a protegerem-se do calor:
– Crianças nos primeiros anos de vida.
– Idosos.
– Portadores de doenças crônicas (cardiovasculares, respiratórias, renais, diabetes e alcoolismo)
– Obesos
– Acamados
– Pessoas com problemas de saúde mental.
– Pessoas que tonam medicamentos, tais como, anti-hipertensores, antiarrítmicos, diuréticos, antidepressivos, neurolépticos, entre outros.

Quais tipos de comidas devem ser evitados? E quais alimentos recomenda?

Deve-se evitar alimentos muito condimentados e gordurosos, como churrasco, feijoada e mocotó, que são os exemplos mais clássicos.
Por outro lado, aposte em pratos mais coloridos, como legumes verde-claros e verduras verde-escuras, além de frutas vermelhas.
Os alimentos devem ser pouco condimentados e ter baixo valor calórico.

Use protetor solar somente se ficar mais de 20 minutos sob o sol.

Prefira os de fator 15, pois são menos agressivos para o organismo, tendo em vista seus componentes cancerígenos.
Reaplique após 4 horas, se estiver à sombra na praia ou piscina, se transpirar muito ou, ficando um tempo na água, após se secar.

Ainda quanto às roupas, prefira cores claras e tecidos leves e naturais, como o algodão.
Roupas sintéticas e muito justas apenas aumentarão a sensação de calor. O mesmo vale para as roupas de cama;

Quando sentir muito calor, coloque uma toalha molhada na testa ou no pescoço para diminuir a temperatura do corpo e se refrescar. Molhe a toalha novamente conforme sentir necessidade;

Outra opção para aplacar o calor é ter um borrifador cheio de água gelada sempre por perto.
Espirre água no rosto e no corpo – a evaporação diminuirá a sensação de calor. Essa técnica também pode ser usada com crianças pequenas;

Ao sair de casa, leve sempre uma garrafa com água, sombrinha e chapéus/bonés.

OBS.: Óculos de sol podem prejudicar seus olhos, uma vez que atrofiam a musculatura da íris que deve contrair e relaxar para dosar a entrada de luz na retina, o que é “falseado” pelo uso do óculos, conforme a Dra. Tatiana Gebrael.

Evite carregar muito peso ou fazer algum esforço fora do comum para não suar excessivamente e nem causar fadiga ou tontura

Posicione os ventiladores em lugares estratégicos da casa para mandar o calor embora.
Coloque uma bacia de água na frente de cada um dos ventiladores para refrescar ainda mais os ambientes;

Promova correntes de ar e evite a entrada do sol.
Para isso, abra e feche portas e janelas conforme o lado que o vento fresco sopra e feche as cortinas para impedir que o sol aqueça ainda mais a casa;

Prefira ficar em lugares baixos, já que a tendência é que o ar quente suba e se aloje mais próximo ao teto ou nos andares mais altos da casa;

Evite cozinhar por muito tempo ou assar alimentos.
O uso prolongado do forno e do fogão aquece a cozinha e, consequentemente, aumenta a temperatura da casa;

Por fim, lembre-se de que os animais de estimação sentem tanto calor quanto nós sentimos.
Por isso, procure dar banhos em gatos, cachorros e outros pets nesse período.
Outra boa opção é deixar um pano úmido no chão para que o animal possa deitar ou passar um pouco de água no seu pelo e deixá-lo próximo a um ventilador para se refrescar.
Cuide da hidratação do seu bichinho e deixe água fresca sempre disponível.

PROCURE JUNTAR A FAMíLIA EM UM SÓ LUGAR DA CASA QUE TENHA AR CONDICIONADO. O USO INDISCRIMINADO DO AR CONDICIONADO PODE OCASIONAR QUEDA DE ENERGIA ELÉTRICA.

Fontes::

Oncologia Clinica Florianópolis
(Compilação Dr. Luiz Alberto Silveira – Diretor Técnico)
Com adaptações de Miguel Braga, com base em informações do Dr. Lair Ribeiro e Dra. Tatiana Gebrael.

FEMA, Are you ready? Extreme heat, http://www.fema.gov/areyouready/heat.shtm↑ Wikipedia, Heat
Jolivi.com.br

 

   

Faça o seu comentário