“Me vejo sozinha a vida”, desabafo de jovem que perdeu 5 familiares por causa da Covid-19 causa comoção

0
71

Eu me vejo sozinha”. A frase dita pela moradora de Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, no Rio de janeiro está causando grande comoção nas redes sociais.

Thamires da Silva Netto, 29 anos, é assistente social e enterrou a mãe, dona Rosalita da Silva Netto, a irmã, Tatiane da Silva Netto, 34 anos e três tios, todos vítimas da COVID-19.

Em entrevista ao site de notícias da Globo, o ‘G1’, Thamires disse que se vê sozinha no mundo, mesmo tendo o apoio de muitos amigos e familiares.

Ela diz ainda que a sensação é de que está vivendo um “pesadelo que não acabou”, ao perder sua base, a assistente social diz que sua mãe e irmã era tudo que ela tinha na vida.

“É uma coisa horrorosa o que eu tenho passado. Parece que é um pesadelo que não acabou. O baque foi enorme de perder minha mãe e irmã. Eu estou devastada. Éramos muito unidas, sempre fomos nós três para tudo, minha irmã mais velha era a minha segunda mãe. A gente compartilhava tudo da vida. Não sei como vai ser daqui para frente”.

Thamires Netto (última à direita) com sua família — Foto: Arquivo Pessoal

Logo no início do ano, Thamires perdeu a avó paterna, dona Derly de Paula Amaro, de 90 anos de idade, vítima de insuficiência respiratória, na ocasião foi feito o teste rápido para COVID-19 mas o vírus não foi detectado.

Tios morreram em intervalo de 10 dias

Os tios de Thamires faleceram com 10 dias de diferença, em outubro, eles testaram positivo para COVID-19. Com sintomas da doença, dona  Rosangela Maria da Silva Ferreira, 62 anos, e o esposo, seu  Milton Bastos Ferreira, 66 anos, foram internados no Hospital Municipal São José, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, onde falaceram.

Tios de Thamires morreram em um intervalo de 10 dias — Foto: Arquivo Pessoal

 

Fonte: Noticializando