Como é que uma tribo africana ganhou acesso ao conhecimento astronômico avançado sobre o sistema estelar sírius? Foi através da história que muitas culturas ficaram deslumbradas com siriús, a estrela cão. Este cintilante objeto celestial tem um alto status em diversas mitologias, mas a cultura com um cenário mais curioso é a tribo dogon, que fica no oeste africano.

A tribo africana dogon e os alienígenas de sírius

A história do povo dagon dura hápelo menos cinco mil anos e um de seus contos mais antigos conta a história de uma espécie de entidades de outro mundo,

chamados nommos.  Segundo a lenda, estes indivíduos viajaram até à terra há muitos anos atrás, e segundo os nativos, eles descendo do céu, numa embarcação, com fogo e trovões.

De acordo com os relatos, os seres de outro mundo eram amigáveis e compartilharam sua sabedorias com antepassadas dos dogons.

A-tribo-africana-dogon-e-os-alienígenas-de-sírius-2-295x300

O que o povo Dogon usufruindo instrumentos astronômicos, com os quais analisava o céu durante a noite.  Segundo as lendas do povo dagon, os nommos chegaram de um planeta que pertence à esfera de ação de uma das estrelas do sistema siriús.

Na verdade não é possível que eles tenham chegado a esta conclusão, apenas estudando a estrela a olho nu e sem instrumentos adequados, pois, é fato que os astrônomos apenas avistaram a estrela acompanhante menor de sírius há 250 anos, depois de o telescópio ter sido criado.

De 50 anos em 50 anos, os dogons comemoram a passagem de um cíclo de sírius, e essa é uma tradição que eles conservam em honra aos nommos.  O curioso é que esse é exatamente o tempo necessário até que sírius b complete uma órbita ao redor de sua companheira maior.  Será uma coincidência?

Seu planeta lar orbita siriús b e é um mundo aquático, pela maior parte.  Todas as lendas dizem que eram seres anfíbios, muito semelhantes à nossa percepção de merfolk (povo sereia).  A parte superior de seus corpos aparecia com alienígenas do tipo nórdico: eram altos, tinham olhos azuis e cabelos claros.

A tribo africana dogon e os alienígenas de sírius 3

Segundo a lenda eles aterraram com uma grande espaço-nave que os dogonsclamam de ‘pelu tolo’, ou ‘estrela da décima lua’.  É certo que esse evento é de extrema importância para os dogons pois esse foi seu primeiro contato com os nommos.Coincidência ou não, enquanto a nave dos nommos descia em espiral em direção à terra, uma nova estrela apareceu no céu, provavelmente uma nave mãe.

De acordo com a tribo, esta estrela tinha um círculo produzindo um turbilhão de raios avermelhados ao seu redor, e também afirmam que ela estava imóvel em relação às outras estrelas no céu.

Os dogons consideram os nommos uma civilização de deuses.  Eles são vulgarmente referenciados como “os mestres das águas”, “os vigias”, ou “os salvadores”.

Quando são mostradas aos xamãs dogon, ilustrações das espécies alienígenas mais encontradas, eles identificam apontando aos alienígenas do tipo nórdico, e argumentando que sua tribo teria se encontrado com humanoides brancos de olhos claro saindo antes de terem conhecido o homem branco.