Problemas renais, artrite, artrose e insônia são outras doenças que podem ser descobertas com exame da íris

Assim como cada pessoa tem a sua impressão digital exclusiva, o olhar esconde informações importantes e únicas de cada um. A forma, cor, traço e mancha, entre outras características da íris revelam comportamento e até estado de saúde do paciente. Dá para saber se a pessoa sofre com problemas renais, artrite, artrose, gastrite, insônia e até depressão.

Segundo a iridologista Viviani Ramos de Lima, a íris registra todos os sinais do corpo humano. “Por ser muito próxima ao cérebro e dotada de muitas terminações nervosas, a íris registra todas as emoções e pensamentos, antes que passe pelo cérebro, pela medula espinhal e reflita no corpo. A partir daí a gente identifica o tratamento ideal”, explicou.

Os tratamentos são baseados em dieta alimentar, tipo sanguíneo, minerais e vitaminas. Uma alternativa de tratamento mais natural, que dispensa o uso de medicamentos.

“Ao longo do tratamento, que leva de três a seis meses, é possível perceber as mudanças na íris. A cada sessão fazemos fotos, e o paciente também acompanha a evolução”, disse Viviani.

Faça o seu comentário