Hoje comemoramos a Independência do Brasil, mas independência de que? O Brasil continua dependente das políticas públicas da corrupção, onde quem não trabalha e rouba tem mais valor de quem trabalha. Continuamos boquiabertos com tudo que acontece, onde o maior culpado disso tudo somos nós mesmos. Votamos em corruptos, porque ele paga uma cervejinha, jogos de camisa de futebol, compra o voto.

Imagine, nós trabalhamos a vida inteira, pagando nossos impostos em dia, e quando nos aposentamos, após contribuir as vezes por mais de 35 anos, temos nossos salários reduzidos, nos obrigando a continuar a trabalhar até morrer. Enquanto os Deputados fazem leis que beneficiam a eles mesmos, com salários exorbitantes.  

INDEPENDÊNCIA DO BRASIL

Resumo da Independências do Brasil, fatos, causas, processo

A Independência do Brasil ocorreu em 7 de setembro de 1822. A partir desta data o Brasil deixou de ser uma colônia de Portugal. A proclamação foi feita por D. Pedro I as margens do riacho do Ipiranga em São Paulo.

Causas:

Vontade de grande parte da elite política brasileira em conquistar a autonomia política; Desgaste do sistema de controle econômico, com restrições e altos impostos, exercido pela Coroa Portuguesa no Brasil; Tentativa da Coroa Portuguesa em recolonizar o Brasil.

Dia do Fico

D. Pedro não acatou as determinações feitas pela Coroa Portuguesa que exigia seu retorno para Portugal. Em 9 de janeiro de 1822, D. Pedro negou ao chamado e afirmou que ficaria no Brasil.

Medidas pré independência:

Logo após o Dia do Fico, D. Pedro I tomou várias medidas com o objetivo de preparar o país para o processo de independência:

Organização a Marinha de Guerra

Convocou uma Assembleia Constituinte;

Determinou o retornou das tropas portuguesas;

Exigiu que todas as medidas tomadas pela Coroa Portuguesa deveriam, antes de entrar em vigor no Brasil, ter a aprovação de D. Pedro.

Visitou São Paulo e Minas Gerais para acalmar os ânimos, principalmente entre a população, que estavam exaltados em várias regiões.

A Proclamação da Independência

Ao viajar de Santos para São Paulo, D. Pedro recebeu uma carta da Coroa Portuguesa que exigia seu retorno imediato para Portugal e anulava a Constituinte. Diante desta situação, D. Pedro deu seu famoso grito, as margens do riacho Ipiranga: “Independência ou Morte!”

Pós Independência

D. Pedro I foi coroado imperador do Brasil em dezembro de 1822;

Portugal reconheceu a independência, exigindo uma indenização de 2 milhões de libras esterlinas;

Em algumas regiões do Brasil, principalmente no Nordeste, ocorreram revoltas, comandadas por portugueses, contrárias à independência do Brasil. Estas manifestações foram duramente reprimidas pelas tropas imperiais.

2532895_orig

Faça o seu comentário