Flamengo é campeão da Libertadores 2022 com gol de Gabigol

0
45

Flamengo e Athletico PR disputaram a final da Libertadores 2022 neste sábado, em Guayaquil, no Equador

O Flamengo é campeão da Libertadores 2022! Em disputa acirrada na tarde deste sábado, 29 de outubro, o Rubro-Negro venceu o Athletico PR por 1 x 0 e conquistou o tricampeonato na Copa Libertadores da América. A partida foi realizada no Estádio Monumental Isidro Romero Carbo, em Guayaquil, no Equador.

Pela terceira vez em sua história, o Flamengo é campeão da Libertadores! O elenco carioca venceu o Athletico PR neste sábado em Guayaquil, no Estádio Monumental Isidro Romero Carbo pelo placar de 1 x 0. Os outros títulos foram conquistados nos anos de 1981 e 2019.

O time campeão do Flamengo, comandado por Dorival Junior, foi para campo com: Santos; Léo Pereira, Filipe Luís, David Luiz, Rodinei; Thiago Maia, Everton Ribeiro, Vidal; Arrascaeta, Gabigol e Pedro.

Nas arquibancadas do Estádio Monumental, torcedores com as camisas vermelhas e brancas do Flamengo e Athletico. O árbitro liberou e a bola rolou no Equador.

O Athletico começou melhor o primeiro tempo na final da Libertadores em Guayaquil. Com marcação efetiva em cima do Flamengo, o clube carioca pouco jogou no início de jogo.

Vitor Roque fez a primeira finalização do jogo com 1 minuto no relógio, mas chutou para fora. Depois, com 11 minutos já contados, o Furacão continuou melhor com Vitinho, mas o atacante viu Santos fazer a defesa. Já Alex Santana mandou de cabeça após escanteio, mas a bola passou do ladinho do travessão. A única tentativa do outro lado veio aos 13 minutos, em chute de Rodinei, mas o goleiro Bento defendeu sem qualquer pressão.

A temperatura subiu no Estádio Monuemtanl de Guayaquil, o calor tomou conta. Aos 20 o Flamengo perdeu Filipe Luís, que acabou substituído por Ayrton Lucas após dividida.

O Flamengo sequer conseguiu jogar até os 30 minutos. Em cada chance que o Rubro-Negro buscava criar, era travado por jogadores do Furacão, forte e efetiva. Pedro, atacante do Mengo, pouco viu na bola.

Porém, tudo mudou aos 43 minutos. Pedro Henrique, que já tinha um cartão amarelo, tomou o segundo e foi expulso por carrinho em Ayrton Lucas próximo da área.

Quem não faz, toma. Em bela assistência de Everton Ribeiro, Gabigol, de frente com o goleiro Bento na área, abriu o placar aos 48 minutos. Com vantagem no placar, o Rubro-Negro ficou próximo do título.

Fla manteve desempenho superior no segundo tempo

O segundo tempo foi completamente diferente. Com a vantagem no placar, o Flamengo mostrou confiança dentro de campo e conseguiu se impor. Gabigol, João Gomes e Pedro tiveram as melhores chances, mas pecaram em erros na hora de finalizar. O goleiro Bento, do Athletico, também defendeu os chutes do grupo carioca.

O Furacão, enquanto isso, pareceu recuar o time já que ficou sem um jogador. Aos 15 minutos, Pedro recebeu de Arrascaeta e levou perigo à defesa paranaense, mas a bola acabou desviando e saiu longe do gol. Rômulo respondeu em seguida para o Furacão aos 16 em contra-ataque, mas sem sucesso.

Vidal entrou com a camisa do Flamengo na metade da etapa. No mesmo instante, os torcedores equatorianos gritaram contra o jogador chileno, com pedidos de “Fora, Vidal”. A disputa se dá pela briga na Copa do Mundo entre Equador e Chile.

O Flamengo foi superior por todo o segundo tempo. Arrasca, aos 34, chegou na área para ampliar a vantagem do clube, mas Bento deteve o meia uruguaio.

Canobbio teve lance polêmico aos 36 após cair em disputa com Ayrton. O juiz mandou seguir e não foi nada. A melhor chance foi de Pablo com 39 minutos no relógio ao cabecear para fora em perigo ao goleiro Santos.

Quarenta minutos no relógio. A torcida do Furacão não parou de cantar um minuto e ainda acreditava em provável empate ou virada. Era hora para tentar diminuir o prejuízo.

Abner bateu direto mas David Luiz desviou a bola. Na sequência aos 45 o meia Terans mandou a bola no cantinho, mas o goleiro do Flamengo mais uma vez defendeu. Pedro até tentou aos 46, mas mandou por cima do gol de Bento.

Sem tempo para mais nada, a final terminou e, por 1 x 0, Gabigol foi eleito o melhor jogador da final neste sábado e o Flamengo é campeão da Libertadores 2022.

Qual é a premiação da Libertadores em 2022?

O campeão da Libertadores fatura a taça em prata, o título da temporada, medalhas de ouro e R$ 85 milhões em dinheiro como premiação da Conmebol. No total, o time de embolsar R$ 125 milhões.

O vice-campeão fica com R$ 32 milhões, ou 6 milhões de dólares. Medalhas de prata também são entregues para todo o elenco.

A Libertadores entrega valores em dinheiro para cada fase da competição. Se o time avança da fase de grupos até as oitavas, ele fatura 5,5 milhões de reais. Se passa para as quartas leva para os cofres R$ 8 milhões.

Esta é uma maneira de recompensar as equipes por todo o esforço.

Quantas libertadores o Flamengo tem?

O Flamengo tem três títulos da Libertadores em sua história. O primeiro foi conquistado em 1981 e o segundo em 2019, sob o comando de Jorge Jesus, técnico português. Agora, em 2022, conquistou o tricampeonato.

Em 1981, o Mengo terminou empatado com o Atlético MG na fase de grupos. No jogo de desempate, venceu o Galo.  Na semifinal ganhou do Deportivo Cali e Jorge Wilstermann até alcançar a final contra o Cobreloa. No primeiro jogo levou por 2 a 1 e na volta perdeu por 1 a 0. No desempate, o resultado de 2 a 0 deu o primeiro título aos brasileiros.

No ano de 2019, o Flamengo ganhou do Emelec nas oitavas, Internacional nas quartas, Grêmio na semifinal e por fim o River Plate na final. Em partida única, os gols de Gabigol em 2 a 1 deram o bicampeonato ao Mengo.

Esta foi a quarta final do Rubro-Negro na Copa Libertadores da América. O time venceu em 1981, 2019 e 2022 mas foi vice em 2021, diante do Palmeiras no Uruguai.

Por: DCI