Estudantes decidem: refeições no RU passarão a ser oferecidas em marmitas

0
47
Resultado da consulta pública realizada pela Proaes
Resultado da consulta pública realizada pela Proaes

Após consulta pública feita aos estudantes da Rural, a partir do dia 30 de maio as refeições oferecidas no Restaurante Universitário (RU) do câmpus Seropédica passarão a ser entregues em marmitas a todos os discentes de graduação, de pós-graduação e do CTUR. A decisão foi tomada com base no resultado da pesquisa de opinião feita pela Pró-Reitoria de Assuntos Estudantis (Proaes) sobre qual a melhor maneira de entregar a alimentação aos alunos. Ao todo, 1.542 pessoas preencheram um formulário onde foi feita a seguinte pergunta:

Você concorda que o fornecimento da comida servida pela empresa Guelli Comércio e Indústria de Alimentação Ltda. no RU de Seropédica seja em marmitas até a entrega da obra, prevista para agosto de 2022?

O resultado apontou 75% de respostas positivas em relação à nova forma de servir os alimentos (veja gráfico). Assim, o escalonamento que foi divulgado no início do 2º período de 2021, para acesso universal dos estudantes, será antecipado para maio/22, em vez de ocorrer somente em agosto/22.

Para a pró-reitora de Assuntos Estudantis, professora Juliana Arruda, este resultado foi muito importante, pois o objetivo principal da Proaes é atender os estudantes em vulnerabilidade socioeconômica para apoiar a sua permanência na Universidade. “Ter um público limitado de estudantes no RU foi muito impactante. Tanto para os servidores do restaurante, como para os próprios estudantes e para nós da gestão. Desde o início do período, vínhamos buscando uma saída para que esse acesso fosse ampliado”, comentou Juliana. “A nossa expectativa agora é trabalhar para que a qualidade do alimento seja garantida, que o público continue sendo bem atendido e que a Comissão de Biossegurança atue como uma ponte entre o planejado e o executado, dando transparência a todo o processo.”

A coordenadora geral do Diretório Central dos Estudantes da UFRRJ, Letícia Aragão, comentou que a consulta pública realizada pela Proaes trouxe uma nova perspectiva entre os representantes estudantis sobre a participação dos alunos na tomada de decisões da Universidade. “Quando observamos que existe a intenção de nos consultar, debater e discutir políticas institucionais, conseguimos ter acesso às questões que nos abrangem de forma mais detalhada, com a possibilidade de participar ativamente da construção delas. Isso, além de garantir nossa participação efetiva, traz à tona os pressupostos da cidadania e participação democrática – preceitos políticos importantes para nossa formação como cidadãos e representantes”, comentou.

Segundo ela, a Administração Central adotou uma postura extremamente positiva: “A consulta aos estudantes é justamente o que precisamos para formular políticas assertivas e abrangentes, com abertura para o debate amplo em todo o corpo estudantil – não somente representantes.”

Eliane Gambarine é servidora técnica da UFRRJ e trabalha no RU há mais de 15 anos. Segundo ela, pelo menos na história recente do Restaurante Universitário, não há registro de qualquer tipo de consulta ao corpo de alunos da Universidade em relação a decisões referentes ao bandejão. “A ideia de consultar os estudantes foi fundamental para ampliarmos o acesso de todos os ao RU. O assunto alimentação é muito importante”, observou a servidora.

A consulta pública foi realizada entre os dias 26 e 30 de abril de 2022. O resultado ficou assim distribuído: 75,2% dos participantes disseram que concordam que as refeições sejam servidas em marmitas; 22,8% disseram que não concordam; e 2% são indiferentes.

Fonte: CCS/UFRRJ