Estação Experimental Cascata pode ser referência da FAO em Agricultura Sustentável
A Estação Experimental Cascata (EEC), uma das bases físicas da Embrapa Clima Temperado, de Pelotas/RS, concentra um variado e importante portfólio de soluções tecnológicas voltadas à Agricultura Familiar, e é vista, como uma referência em sistemas de produção orgânica e agroecológica dentro da Embrapa e a nível nacional. Para dar passos ainda mais largos, a Unidade recebeu o representante da Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO), Carlos Antonio Biasi  em busca de reconhecimento internacional.  O visitante conheceu as dependências da sede e áreas experimentais  e também laboratórios, áreas experimentais, biofábrica e as estufas de mudas do projeto Quintais Orgânicos, instalados na EEC.
Carlos Antonio Biasi integra a Unidade de coordenação de projetos da Região Sul do Brasil e é a primeira vez que vem a Embrapa. Ele ficou surpreendido com a rodada de visitações na Unidade de pesquisas e avaliou como extremamente interessante não só o desenvolvimento de soluções tecnológicas para a Agricultura Familiar, mas por toda a perspectiva das experiências trocadas com os agricultores.  “Estou admirado pelo trabalho de importância desenvolvido aqui, mas também pela sua simplicidade, pois as alternativas são de fácil acesso ao entendimento e necessidades dos agricultores, sem que se exija conhecimentos tecnológicos sofisticados, pois os efeitos das ações são muito expressivos e muito grandes”, relatou.  Biasi, durante a visita indicou as experiências realizadas com o Projeto Quintais Orgânicos, feito em parceria entre a Embrapa e a CGTEE/Eletrobrás, como atividade a integrar o portal da FAO.
O chefe-geral da Embrapa Clima Temperado, Clenio Pillon, falou que intenção é aproximar as atividades da EEC da FAO. “Este é um desafio para nós e faz parte de um dos objetivos de trabalho para este ano. Neste encontro estamos iniciando um caminho, entendendo quais são as estratégias para que a nossa Estação se torne uma referência internacional não somente em Agricultura Familiar, mas em Agricultura Sustentável”, enfatizou.
Segundo a Chefia Geral a proposta prevê que a Estação se torne um braço de capilaridade da FAO, através de formação, capacitação e intercâmbio em experiências com Agricultura Sustentável em especial com os países do Cone Sul e também na América Latina.
Acompanharam a visitação o chefe-geral, Clenio Pillon, o chefe adjunto de Pesquisa e Desenvolvimento, Jair Nachtigal, o chefe adjunto de Transferência de Tecnologias, João Carlos Costa Gomes, o coordenador técnico da EEC, Carlos Alberto Medeiros e  ainda, os pesquisadores José Ernani Schwengber, Gustavo Schiedeck e os analistas Fernando Costa Gomes e Lírio Reichert.

article

Cristiane Betemps (MTb 7418-RS)
Embrapa Clima Temperado

Telefone: (053) 3275-8215