Batalha ocorreu na Bélgica em 1815

Pintura da Batalha de Waterloo de 1815 - William Sadler/ Domínio Público via Wikimedia Commons
Pintura da Batalha de Waterloo de 1815 – William Sadler/ Domínio Público via Wikimedia Commons

Um grupo de arqueólogos e voluntários encontraram, nesta semana, os esqueletos dos soldados mortos na batalha que marcou a derrota do imperador francês, Napoleão Bonaparte, em 1815, na Bélgica.

Pesquisadores contaram que a descoberta rara, ocorreu a cerca de 20 quilômetros de Bruxelas, durante escavação no vilarejo de Mont-Saint-Jean.

A região foi palco da Batalha de Waterloo, e serviu como um dos campos de combate entre Bonaparte e forças coligadas de Inglaterra, Rússia, Prússia e Áustria. A estimativa é que durante conflito, mais de 20 mil soldados morreram.

Segundo a equipe de arqueólogos, foram encontrados membros amputados, no local onde foi um dos hospitais de campanha, ao longo do conflito. O grupo ainda disse que um esqueleto estava entre material de guerra, lixo hospitalar e ossos. 

Vídeo relacionado: Reforço de tropas em prontidão. “Há uma vontade de afirmação adicional da NATO”, diz PR

“Sou arqueólogo de campo de batalha há 20 anos e nunca vi nada parecido,” disse o professor da Universidade de Glasgow, na Escócia, Tony Pollard, que participou das escavações. 

Em declaração a imprensa, Véronique Moulaert, funcionária da Agência de Patrimônio da região, informou que os esqueletos devem ter sudo colocados com pressa na tentativa de conter doenças. “Soldados mortos, membros amputados e outros restos mortais tinham de ser varridos para valas próximas e rapidamente enterrados, em uma tentativa desesperada de conter a propagação de doenças ao redor do hospital”.

Fonte: RedeTV!