A Secretaria de Educação e Cultura de São João da Barra foi representada por diretores das escolas municipais José Alves Barreto, de Mato Escuro, e Manoel Alves Rangel, de Quixaba, na terça-feira, 29, em mais uma etapa do Dia Nacional do Campo Limpo. O evento, no Campus Dr. Leonel Miranda da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ), em Campos dos Goytacazes, marcou o encerramento de um ciclo de palestras e homenageou as escolas participantes da 8ª edição do concurso de desenhos e redações.

As duas escolas sanjoanenses, localizadas no 5º distrito, foram premiadas com a primeira colocação nas categorias redação e desenho do concurso, que teve como tema “Resíduos sólidos: responsabilidade compartilhada”, no último dia 18, dentro da programação do Dia Nacional do Campo Limpo. A etapa nacional do concurso está prevista para Setembro, em São Paulo.

As diretoras Cláudia Oliveira e Cirlene Silva receberam homenagens pelos resultados obtidos por suas escolas, entregues pelo Diretor do Campus, Carlos Frederico Veiga, e pelo vice-reitor da UFRRJ, Luiz Carlos Lima.

Em Mato Escuro, o desenvolvimento sustentável é uma constante na vida dos alunos, cujas famílias vivem basicamente da agricultura. A escola possui uma horta onde quem coloca a “mão na terra” são os educandos. “É motivador o reconhecimento de um trabalho realizado com tanto esmero e carinho pelos professores para nossos alunos, que nos orgulham ao receber esta homenagem”, disse a diretora da escola José Alves Barreto, Cláudia Oliveira.

Para a diretora da escola Manoel Alves Rangel, Cirlene Silva, trabalhar a educação ambiental é fundamental para a geração de uma consciência ecológica e crítica. “Estamos preocupados com o desenvolvimento sustentável e a escola dá esta sustentação”, comentou. Também esteve presente, o diretor-adjunto, Willian Freitas.

“Sentimos-nos privilegiados com tamanha honraria. Agradeço imensamente o trabalho efetivo, e realizado de coração pelos servidores da Educação, que não medem esforços pra concretizar a aprendizagem em suas variadas vertentes”, frisou a secretária de Educação, Lúcia Siqueira.

O Dia Nacional do Campo Limpo é promovido pelo Programa de Educação Ambiental Campo Limpo (PEA), que tem a finalidade de estimular a reflexão e conscientização da preservação ambiental, e é desenvolvido pelo Instituto Nacional de Processamento de Embalagens Vazias (INPEV), em parceria com a Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ) e o Porto do Açu.