Acordo de Cooperação entre a Universidade e o município de Paracambi viabiliza a atuação de pesquisadores no local

O Parque Natural Municipal do Curió é uma Unidade de Conservação (UC) do bioma Mata Atlântica localizada no município de Paracambi (RJ). Lar de uma vasta biodiversidade animal e vegetal, o Parque é também responsável pela conservação de recursos hídricos que contribuem para o abastecimento de água da cidade. Devido a sua importância no contexto socioambiental, o local abriga diferentes atividades de educação que exploram a riqueza de espécies e recursos naturais do parque e norteiam estratégias de preservação e conservação da área.

Lançado recentemente através da editora Missão Asa, o e-book Parque do Curió reúne uma série de estudos desenvolvidos por um grupo de pesquisadores da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ) no parque ao longo de 14 anos. A publicação é uma referência científica do local fruto do Acordo de Cooperação Técnico-Científica entre a Rural e Paracambi, que viabiliza atividades didáticas e de pesquisa da Universidade no parque. Apesar de o acordo ter sido oficializado somente em 2014, a atuação da Rural na UC teve início no ano de 2007.

“Essa publicação apresenta um grande valor científico na divulgação das informações obtidas pelos pesquisadores, com uma importância didática de grande valor também, principalmente para as disciplinas que necessitam de atividades de campo. E também para mostrar à sociedade a importância da conservação da biodiversidade e desse fragmento de Mata Atlântica, principalmente devido à captação e conservação do reservatório de água”, explica Marcelo Fraga (Departamento de Microbiologia/IV), professor responsável pelo Acordo de Cooperação e pela organização do e-book.

As atividades relatadas no livro foram desenvolvidas pelos departamentos de Botânica, Entomologia e Fitopatologia, Microbiologia e Imunologia Veterinária, Silvicultura e Solos da UFRRJ. Ainda segundo Marcelo, além de servirem de estímulo para novas pesquisas em outras áreas do conhecimento, tais atividades também contribuem para um melhor gerenciamento do Parque.

“Essas atividades foram de fundamental importância para a atualização do Plano de Manejo, uma atividade obrigatória na formação de uma Unidade de Conservação. Contribuíram também para a captação de recursos de Compensação Ambiental, que estão sendo utilizados para a construção dos prédios da Guarda Ambiental e da sede do Parque Natural Municipal do Curió”, conta o pesquisador.

Pesquisadores da UFRRJ em atividade de campo no Parque Natural Municipal do Curió. (Imagem: Divulgação/Marcelo Fraga)

A versão impressa do e-book Parque do Curió será lançada no final do mês de janeiro. Devido ao acúmulo de informações, um novo volume da publicação será produzido em breve. 

Por João Gabriel Castro, estagiário de jornalismo da Coordenadoria de Comunicação Social (CCS/UFRRJ).

Imagem de capa: Oseas Nascimento.