Quer adotar hábitos saudáveis na alimentação? A fruta tropical acerola é altamente nutritiva graças a uma poderosa combinação de ferro e vitaminas. Ela serve para tratar da anemia, fadiga, gripes e resfriados. Pensando nisso, a Taeq separou oito benefícios ao consumir a fruta no dia a dia. Confira:

1 – Rica em nutrientes: Fonte de vitaminas A, B1, B6 e C e minerais como cálcio, ferro, potássio, cobre, magnésio, fósforo e manganês. Proteínas, flavonoides e fibras completam o quadro nutricional da fruta que beneficia a saúde do nosso organismo de uma forma geral.

2 – Poderoso antioxidante: A acerola é rica em carotenoide, uma substância que age contra o envelhecimento precoce das células, pois estimula a produção de colágeno e também é responsável pela cor avermelhada da fruta.

3 – Benéfica para a visão: Devida a grande quantidade de vitamina A, inclusive maior do que o que podemos encontrar na laranja, por exemplo, a acerola é uma poderosa aliada para a saúde dos olhos, prevenindo contra a cegueira, protege a córnea e contribui na melhora da sensibilidade à luz.

4 – Fornece energia: A fruta contribui com a ingestão de carboidratos que são transformados em energia, beneficiando nossas atividades físicas e dando mais disposição no dia a dia.

5 – Ajuda a manter o coração saudável: Rica em potássio, a acerola é eficaz para a saúde cardíaca, ajudando no controle da pressão arterial, prevenindo as doenças cardiovasculares, tais como derrame, ataques cardíacos e aterosclerose.

6 – Previne gripes e resfriados: A grande quantidade de vitamina C encontrada na fruta é fundamental para fortalecer o nosso sistema imunológico, protegendo contra a baixa imunidade e o envelhecimento da pele.

7 – Poucas calorias: A fruta apresenta bons resultados para aqueles que desejam emagrecer, isso porque, em apenas 100g de acerola, consumimos 32 calorias.

8 – Controla o açúcar no organismo: A frutinha vermelha também é responsável por ajudar a controlar os níveis de açúcar no sangue, prevenindo o diabetes por ser rica em uma grande quantidade de antioxidantes.

Fonte: Central de Notícias RMS

Faça o seu comentário