A alta vem depois de duas quedas seguidas da Bolsa e o índice já acumula valorização de 15,84% no mês e de 14,35% no ano

bolsa de valores

Durante a tarde desta quinta-feira (10), o Ibovespa, principal índice da Bolsa de valores brasileira, tinha caído mais de 1,5%. Tudo mudou de rumo por volta das 16:20, quando o Ministério Público de São Paulo apresentou denúncia contra Luiz Inácio Lula da Silva e solicitou sua prisão preventiva do ex-presidente.

A moeda americana fechou em alta de 1,86%, a 49.571,1 pontos, no maior nível desde 6 de agosto de 2015, quando havia fechado a 50.011,32 pontos.

A alta vem depois de duas quedas seguidas da Bolsa e o índice já acumula valorização de 15,84% no mês e de 14,35% no ano.

As acusações contra membros do Partido dos Trabalhadores (PT), têm sido vistas como positivas por alguns investidores. Eles acreditam que uma mudança no governo Dilma ajudaria o país a recuperar sua credibilidade perante o mercado.

Entretanto, a perspectiva de turbulências políticas causa instabilidades e não há garantia de que uma eventual troca de presidente traria um quadro mais favorável para a economia brasileira é ressaltada por outros especialistas.

No mercado de câmbio, o dólar comercial fechou em baixa de 1,5%, a R$ 3,641 na venda. Com isso, a moeda norte-americana atingiu o menor valor desde 31 de agosto de 2015, quando terminou o dia valendo R$ 3,627.

Essa foi a terceira queda seguida do dólar, que havia caído 1,12% na véspera. A moeda americana já acumula queda de 9,04% no mês e de 7,77% no ano.

Faça o seu comentário