Alessandro Feitosa da Silva e Lucas Junior Esteves Gomes foram autuados em flagrante por crime de latrocínio e furto

Os dois presos suspeitos de matar a facadas o empresário João Henrique Penna Barros, de 26 anos, são maiores de idade. No entanto, ao serem abordados por um policial do Batalhão de Operações Especiais quando fugiam da casa da vítima, no Recreio dos Bandeirantes, na Zona Oeste do Rio, Alessandro Feitosa da Silva e Lucas Junior Esteves Gomes alegaram que tinham 17 anos. Lucas ainda forneceu outro nome ao agente. Na verdade, eles têm 21 e 18 anos, respectivamente.

Os dois foram autuados em flagrante por crime de latrocínio e furto. Segundo a polícia, havia um terceiro suspeito com Alessandro e Lucas, que fugiu numa motocileta furtada na residência que eles assaltaram antes de invadirem a casa de João Henrique.

Alessandro tem passagem pela polícia por ameaça e furto. Lucas tem passagem por furto, tentativa de furto e tráfico de drogas.

De acordo com o Jornal Extra, João Henrique era dono de um restaurante japonês num shopping na Barra da Tijuca, também na Zona Oeste. O rapaz foi atacado durante o assalto: ele acordou assustado, levou uma martelada na cabeça e foi esfaqueado.

Os assaltantes foram flagrados quando fugiam da residência, na rua Vicente Leporace, de bicicleta, levando uma TV e três mochilas com pertences. Um policial do Bope estava no local para pegar o subcomandante da unidade e ouviu grito de socorro. Quando foi ver o que era, viu a dupla.

dois assassinos