Hotel Xinjia tinha 70 pessoas dentro quando desabou na manhã deste sábado; equipes de resgate foram acionadas

FUJIAN, China — Um hotel usado para quarentena do novo coronavírus na China caiu neste sábado (7), deixando 70 pessoas debaixo de escombros. O acidente aconteceu na cidade de Quanzhou, no sudeste do país.

ambulânciaReprodução/ Xinhua News Agency
Prédio Xinjia usado para quarentena do coronavírus tinha 70 pessoas quando desabou

O hotel Xinjia desabou por volta de 19h30m (8h30 de Brasília) e os serviços de socorro conseguiram resgatar, até o momento, 34 pessoas, segundo um comunicado de autoridades locais de Quanzhou, na província de Fujian.

A China registrou neste sábado outros 28 mortos pela epidemia de COVID-19, elevando o total de vítimas no país a 3.070, segundo o último boletim oficial. O governo de Fujian informou, na sexta-feira (6), que a província tinha 296 casos de coronavírus e 10.819 pessoas haviam sido colocadas em observação após serem classificadas como suspeitas.

De acordo com a Comissão Nacional de Saúde, nas últimas 24 horas foram identificados 99 novos casos confirmados de infecção , contra 143 na sexta-feira. Apesar da queda, se verificou um aumento de registros fora da província de Hubei, epicentro da epidemia.

A Comissão relatou 24 casos confirmados “importados”, número que reforça os temores sobre um eventual aumento da propagação da epidemia na China por pessoas procedentes do exterior.

O número de pessoas infectadas com o novo coronavírus  no mundo ultrapassou a marca de 101 mil segundo a OMS. No mundo, a China lidera com 81.667 casos registrados, seguida da Coreia do Sul, com mais de 6.700 contágios. O Irã, no Oriente Médio, também viu o número de infecções explodir nas últimas semanas. Até o momento, segundo estatísticas sociais, são 4.747 casos.

Fonte: IG

Faça o seu comentário