Valores investigados fornecidos pelo programa somam R$ 100 milhões

O Tribunal de Contas da União (TCU) informou, na 2ª feira (6.dez), que identificou indício de recebimento irregular do Auxílio Emergencial por 350 mil brasileiros. O valor pago é referente aos meses de abril a julho deste ano, estimado em R$ 100 milhões.

Segundo análise da equipe de fiscalização, foram encontrados casos de beneficiários que receberam o pagamento e possuíam emprego formal em órgão público; que recebiam algum benefício da Previdência Social ou outro tipo de auxílio do governo; e que estavam com CPF irregular. Agora, todos os órgãos responsáveis pelo repasse do pagamento serão comunicados para revisar os cadastros dos beneficiários.

Ainda de acordo com o TCU, quando se compara os casos suspeitos com o total de beneficiários do auxílio emergencial de 2021 — cerca de 39 milhões –, o índice de erros por pagamentos indevidos seria de 0,31% do total. Na semana passada, o Ministério da Cidadania começou a enviar mensagens orientando a devolução voluntária de recursos recebidos indevidamente por meio do programa.