Recentemente o site Seropédica Online tem sido procurado por caixas de supermercados, tanto de Seropédica como do município de Itaguaí, reclamando de depressão e síndrome de pânico. Muitas delas procuram tratamento com psicólogos e até psiquiatras, e o tratamento e os medicamentos são caros. Normalmente as empresa não oferecem plano de saúde para tratar seus empregados.

A maioria das reclamações é o tratamento que os encarregados dos caixas dão aos funcionários, muitos destes encarregados não fizeram nenhum curso de relações humanas, e tratam as subordinadas com grosseria. Outra reclamação é que muitas vezes não tem troco para os clientes, e por conta disso, dentre outras coisas como sacolas, eles acabam tratando mal os caixas pensando que é culpa delas.

Outra reclamação é o excesso de trabalho que na maioria dos casos e quase escravo, obrigando a fazer muitas horas extras, e quando precisam de alguma folga para tratar de filhos ou problemas particulares é negado.

A maioria destas funcionárias são chefes de família, e dependem do emprego para sustentar seus filhos. E geralmente quando negam fazer horas extras, são ameaçadas com demissão. Com aumento da concorrência, os supermercados tem aumentado o horário de funcionamento (carga horaria), mas não contratam novos funcionários para faturarem mais sobrecarregando os empregados. E com isso que paga o pato são os empregados que menos recebem de salário.

Muitas caixas são obrigadas a fazerem funções que não está no contrato, trabalham de caixa, embalador de mercadorias, faxineiras, estoquistas e até para fazerem serviços externos.  Segundo a orientação de advogados, é que procurem seus direitos no ministério do trabalho. O trabalhador em muitos casos pode dar justa causa no empregador, e ele tem de pagar às custas do tratamento psicológico causado pelo serviço estressante causado por má administração.

Devido ao medo de denunciarem as empresas, as funcionárias dos caixas pedem maior fiscalização por intermédio do Ministério do Trabalho.

Você é Patrão, pense nisso:

O funcionario pode perder a motivação e o comprometimento para realizar um bom trabalho, resultando em aumento do nível de estresse e queda da produtividade.

estresse está entre os acidentes de trabalho mais registrados pela Previdência Social. A doença é como uma resposta do corpo ao excesso de estímulos externos que sobrecarregam o sistema nervoso central.

As causas variam de fatores psicológicos do funcionário, como a pressão durante a execução do trabalho e a relação conturbada com os colegas de equipe, até as condições físicas do ambiente profissional, como: tratamento grosseiro por parte de seus chefes, excesso de horas extras.

Como combater depressão e a pressão alta no ambiente de trabalho?

Pessoas hipertensas devem tomar alguns cuidados para preservar a saúde no espaço profissional:

1- Deixe o trabalho no trabalho
Sua vida não pode se resumir às suas atividades profissionais. Quando estiver em casa, evite pensar nos projetos que deram errado ou naquilo que ainda precisa fazer. Também não vale acessar a caixa de e-mails de casa, nem adiantar o trabalho do dia seguinte.

2- Durma o suficiente
O cérebro aproveita o sono para recompor os esforços gastos durante o dia. Portanto, quanto mais descansado você ir ao trabalho, mais terá energia para resolver os problemas. Priorize o sono de qualidade. Se não lida bem com barulho ou iluminação quando vai dormir, evite deixar a TV ligada, por exemplo.

3- Pratique exercícios regularmente
Mesmo uma caminhada pode ajudar a gastar toda adrenalina acumulada em seu corpo, reduzindo a pressão. Musculação, natação e exercícios aeróbicos são boas opções. Procure exercitar-se ao menos três vezes por semana.

4- Alimente-se bem
Evite tomar muito café, a bebida libera ainda mais adrenalina – o que pode não ser a melhor opção para quem já sofre com o estresse. Reduza o sal das refeições e, durante o dia, consuma alimentos ricos em potássio, como banana e batata doce.

5- Fuja de conversas negativas
Relações interpessoais negativas, são capazes de aumentar a pressão arterial. Por isso, evite conversas polêmicas e discussões com os colegas. Se o chefe costuma pegar no seu pé, procure não internalizar esse sentimento, respire fundo e dê o seu melhor para apresentar resultados cada vez melhores.

O que a empresa pode fazer para evitar a hipertensão?

Cuidar para que o horário de trabalho seja compatível às competências do funcionário, e proporcionar uma interação saudável entre os colaboradores, são algumas iniciativas que as organizações podem tomar para evitar o estresse e suas consequências.

Os funcionários hipertensos costumam levar frutas e se alimentar em intervalos menores. Disponibilizar locais para que possam lanchar é uma alternativa. Além disso, apostar na ginástica laboral mantém os trabalhadores ativos fisicamente.

Também é importante acompanhar a saúde dos colaboradores através do exame médico ocupacional esporádico.

 

 

Faça o seu comentário