As baterias de estado sólido, grande aposta para o mercado de carros elétricos, estão cada vez mais na mira dos trabalhos em tecnologia automotiva. Elas permitem, dentre outras coisas, mais alcance e menos tempo de recarga.

Baterias de estado sólido também são mais seguras e simples do que as alternativas líquidas – não carregam tantos metais pesados, por exemplo. E isso faz com que seu descarte seja mais tranquilo.

Nesse cenário, uma nova bateria de estado sólido está sendo trabalhada, prometendo um enorme benefício em tempo de recarga e em vida útil dos veículos. Ela vem da startup Adden Energy, que usa uma licença de tecnologia exclusiva do Escritório de Desenvolvimento de Tecnologia de Harvard.

Com base na tecnologia de lítio-metal, a bateria pode atingir taxas impressionantes de carregamento, com 3 minutos sendo o suficiente para uma carga completa. Além disso, ela é capaz de resistir a mais de 10.000 ciclos ao longo da vida útil.

Bateria da startup
Imagem: Divulgação/Adden Energy

Essa competência significa que a tecnologia poderia aumentar a vida útil dos veículos elétricos para a dos carros a gasolina. Algo como 15 anos ou mais de uso do carro sem precisar trocar a bateria. A tecnologia também possui alta densidade de energia e um nível de estabilidade que supera desafios importantes de segurança.

Os resultados desses trabalhos estão bem acima de outros projetos de baterias Li-Ion, e a Adden Energy está confiante de que pode ter amostras comerciais nos próximos três a cinco anos. A startup também pretende escalar a bateria para uma célula de bolso do tamanho da palma da mão, além do foco em uma bateria de carros elétricos em escala real.

Fonte: Olhar Digital