Edson Santos teria desviado recursos públicos de Itatiaia, Japeri, Queimados, Belford Roxo, São Gonçalo, Itaboraí, Mangaratiba e Seropédica.

O ex-ministro do governo Lula, que comandou a Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial, Edson Santos, está na mira do Ministério Público do Rio (MPRJ), que investiga envolvimento do ex-deputado estadual e em esquema de corrupção na prefeitura de Itatiaia, no Rio de  Janeiro. A informação é do jornal O Dia.

Segundo o veículo, Edson Santos teria desviado recursos públicos da cidade e também de Japeri, Queimados, Belford Roxo, São Gonçalo, Itaboraí, Mangaratiba e Seropédica.

O nome do ex-ministro também aparece na denúncia do MPRJ, que acabou na terceira fase da operação Apanthropía, com objetivo de cumprir mandados de prisão contra a organização criminosa que desviou recursos públicos de Itatiaia.

Segundo o Ministério Público, Edson trocou mensagens com o ex-prefeito interino de Itatiaia, Imberê Moreira Alves, também preso na primeira fase da operação. Ainda de acordo com o veículo, nas mensagens, o ex-ministro aparece pressionando para que a escolha da empresa envolvida no esquema seja beneficiada na licitação. “O senhor orientou que seria o lugar do Júlio para desembaraçar os processos da Saúde”, escreveu.

O ex-ministro disse que é inocente e que vai recorrer da decisão. 

Fonte: Gazeta Brasil