Três pessoas morrem em queda de ponte

0
77

Tragédia ocorreu na manhã dessa quarta (28), em Careiro da Várzea. Trecho está interditado. Dnit informou que irá construir ponte metálica em parceria com o Exército Brasileiro.

Bombeiros continuam na busca por mais desaparecidos; número de mortos pode aumentar nas próximas horas

A ponte que cedeu no km 25 da rodovia BR-319, em Careiro da Várzea, no Amazonas, provocou a morte, até o momento, de três pessoas de acordo com a Polícia Civil do Estado. São elas: a servidora pública aposentada, Maria Viana Carneiro, de 66 anos; o motorista Marcos Rodrigues Feitosa, de 39 anos; e o cirurgião-dentista Rômulo Augusto de Morais Pereira, de 36 anos.

Ainda de acordo com os policiais, o sinistro ocorreu na manhã dessa quarta-feira (28). Os veículos faziam a travessia da ponte Curuçá quando a estrutura desabou, por volta das 8h (horário local, 9h no horário de Brasília). Pelo menos 12 veículos afundaram com o desabamento da ponte.

DNIT se manifestou depois de cobrança

Na manhã de terça-feira (27), às 11h01, o Estradas manteve contato com o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), por meio do aplicativo WhatsApp, e solicitou informações sobre a situação da ponte. Na ocasião, o funcionário da assessoria de imprensa disse que deveria enviar E-mail solicitando tais informações.

Ainda na terça-feira (27), às 11h50, foi enviado o E-mail para o setor de imprensa do Dnit. Entretanto, a resposta só chegou na tarde desta quinta-feira (29), às 12h58, depois que o Estradas cobrou a resposta junto ao Ministério da Infraestrutura (MInfra) e à Diretoria-Geral do Dnit. Veja a resposta na íntegra:

“O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) trabalha em parceria com o Exército Brasileiro para lançamento de uma ponte metálica no km 23,11 da BR-319/AM, próximo ao município de Careiro da Várzea. O objetivo é restabelecer o tráfego no local o mais rápido possível. A Autarquia já possui empresa contratada e mobilizada para execução dos desvios.

O tráfego de veículos permanece interditado devido a ocorrência na estrutura da ponte sobre o rio Curuçá.”

A reportagem questionou se há alguma opção de desvio, mas até a publicação desta matéria, não recebeu resposta.

Busca continua

Segundo o Corpo de Bombeiros as buscas por desaparecidos continuam. “O número de vítimas pode aumentar nas próximas horas. A estimativa é que entre oito e 15 pessoas estejam desaparecidas“, informou a Corporação.

Para intensificar as buscas por pessoas desaparecidas, a Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM) ativou um gabinete de crise para integrar as ações dos órgãos estaduais e federais envolvidos no resgate.

O gabinete vai funcionar no Centro Integrado de Comando e Controle (CICC), localizado na Zona Centro-sul da capital.

Vítimas

De acordo com a SSP-AM, a primeira vítima identificada foi Maria Viana Cordeiro, que trabalhava na Casa Civil da administração municipal. Em nota, o prefeito de Manaus, David Almeida, lamentou a morte da ex-servidora.

APOSENTADA: Prefeito de Manaus, David Almeida, lamentou a morte da servidora Maria Viana Cordeiro, que trabalhava na Casa Civil. Foto: Divulgação/Casa Civil Municipal

Neste momento de dor e tristeza, registramos nosso apoio e sentimentos de pesar aos familiares e amigos de Maria“, declarou o prefeito.

A segunda vítima foi o motorista Marcos Rodrigues Feitosa, que fazia o trajeto várias vezes na semana a serviço de uma empresa de distribuição de alimentos. Feitosa deixa esposa e três filhas. “Meu marido era um cara bem família e muito presente nas nossas vidas. O sentimento que fica é de dor, de perda. Eu culpo as autoridades que sabiam desse problema, mas não deram importância para os trabalhadores e deixaram acontecer o pior”, disse a esposa.

TRISTEZA: Marcos Feitosa deixa esposa e três filhas. “Meu marido era um cara bem família e muito presente nas nossas vidas. O sentimento que fica é de dor, de perda“, disse a esposa. Foto: Arquivo Pessoal

O cirurgião-dentista Rômulo Augusto de Morais Pereira é a terceira vítima identificada. Ele atuava na capital Manaus e em Autazes (AM), município às margens da BR-319. Há dois anos, ele ia para a Comunidade Novo Céu, que fica na Zona Rural do Município, semanalmente. Ele saía às quartas-feiras para atender aos pacientes e voltava às quintas. Ele deixa mulher.

EXEMPLO DE PROFISSIONAL: Conselho de Odontologia do Amazonas lamentou a morte de Rômulo Pereira. “Nesse momento de dor, as palavras são insuficientes para expressar a tristeza e a irreparável perda deste estimado profissional.” Foto: Reprodução/Redes Sociais

O Conselho Regional de Odontologia do Amazonas (CRO-AM) lamentou a perda de Rômulo Pereira, por meio de nota oficial:

“Nesse momento de dor, as palavras são insuficientes para expressar a tristeza e a irreparável perda deste estimado profissional. O CRO-AM se solidariza com familiares e amigos, expressando as mais sinceras condolências nesse momento de consternação e fragilidade”.

Governo se coloca à disposição

O governo do Amazonas se colocou à disposição do Ministério da Infraestrutura e do Departamento Nacional de Infraestrutura e Transporte (Dnit), para garantir a circulação de veículos na região.

Também foi instalado um Comitê de Resposta Rápida para coordenar as ações de resgate. Além dos bombeiros, a Secretaria de Segurança Pública (SSP-AM), a Defesa Civil e a Secretária de Estado de Saúde (SES-AM), estão no local.

Fonte: Estradas