Balanço foi divulgado pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), nesta segunda-feira (20). Ao todo, corporação registrou 864 acidentes.

O dia de Corpus Christi terminou com 75 mortes e 810 pessoas feridas em acidentes de trânsito nas rodovias federais do país. Os dados fazem parte de um balanço da Polícia Rodoviária Federal (PRF), divulgado nesta segunda-feira (7).

De acordo com o levantamento, foram 864 acidentes pelo país, entre os dias 16 e 19 de junho. Apesar dos números, houve queda em relação ao ano passado.

Em 2021, foram 103 mortos durante a data comemorativa, ou seja, houve redução de 27% no total de óbitos. Além disso, a quantidade de acidentes registrados no ano passado (947) foi 9% menor.

No caso dos feridos, a queda foi de 19%. No ano passado, 1.004 pessoas se machucaram em acidentes.

Os policiais aplicaram 39.636 multas, sendo que a maioria foi por ultrapassagens proibidas. Confira:

  • Ultrapassagens proibidas: 5.685 condutores flagrados;
  • Sem cinto de segurança: 3.265 mil motoristas e passageiros;
  • Sem uso de cadeirinha para crianças: 607 autuações;
  • Veículos apreendidos: 2.880 levados ao depósito da PRF por diversas irregularidades.

A PRF informou que a fiscalização também teve o objetivo evitar a circulação de motoristas embriagados. Ao todo, 58.195 testes do bafômetro foram aplicados nas rodovias federais e, destes, 1.221 motoristas acabaram autuados por dirigir sob influência do álcool, 104% a mais que em 2021, quando 598 motoristas foram pegos por esse motivo.

De acordo com o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), dirigir sob efeito de álcool é infração gravíssima e gera penalidade de sete pontos na carteira. O motorista ainda tem de pagar multa de R$ 2.934,70.

A PRF também prendeu 91 motoristas pelo crime de embriaguez ao volante, por apresentarem valor acima de 0,33 miligrama de álcool por litro de ar expelido.

Segundo a legislação, caso o motorista provoque acidente de trânsito que resulte na morte de alguém ou lesões corporais graves, a pena vai de cinco a oito anos de prisão. A CNH também pode ser cassada.

Combate à criminalidade

Nos cinco dias de operação, 659 pessoas foram presas por diversos crimes. A fiscalização apreendeu 1.137 quilos de cocaína, 810 munições, 12,4 toneladas de maconha, um aumento de mais de 200% em relação a 2021 quando foram apreendidas cerca de 3,4 toneladas da droga.

 Combate à criminalidade

Nos cinco dias de operação, 659 pessoas foram presas por diversos crimes. A fiscalização apreendeu 1.137 quilos de cocaína, 810 munições, 12,4 toneladas de maconha, um aumento de mais de 200% em relação a 2021 quando foram apreendidas cerca de 3,4 toneladas da droga.

Os policiais também apreenderam 68 armas de fogo ilegais. A PRF afirma que cerca de 25 mil pessoas também foram alcançadas em ações educativas no trânsito.

Fonte: G1