Sinal é desligado na região do Rio de Janeiro em 25 de outubro. Processo de transição do sinal de TV no País já passou por Rio Verde em Goiás, Distrito Federal, São Paulo, Goiânia e Recife

Desde o início de 2016 o Brasil tem dando grandes passos em relação à modernização e à qualidade na transmissão do sinal de TV. Em 19 municípios do Rio de Janeiro, o sinal analógico está previsto para ser desligado no dia 25 de outubro, deixando apenas o sinal digital como opção para assistir aos canais abertos. O processo de digitalização dos canais de TV tem previsão para ser concluído no final de 2018 e a Seja Digital, entidade não governamental e sem fins lucrativos, responsável pela operação do processo de migração do sinal de TV no Brasil, tem trabalhado arduamente para não deixar que a população fique sem acesso aos seus canais favoritos após a mudança.

Com esta mudança, a programação da TV aberta no Brasil seguirá padrões internacionais de transmissão, a exemplo do que já aconteceu em países como China, EUA e Reino Unido, permitindo aos telespectadores que desfrutem de seus programas favoritos com imagem e som com qualidade de cinema. Além da melhor qualidade de recebimento de imagem e som de TV.

“Nosso objetivo é garantir que ninguém fique para trás com esta mudança. O que já era bom, após o desligamento do sinal analógico, ficará ainda melhor com todos os investimentos que têm sido feitos”, disse Antônio Carlos Martelletto, presidente da Seja Digital.

O processo de migração irá permitir também a oferta futura da banda larga 4G que será utilizada na faixa de 700Mhz, hoje utilizada pelo sinal analógico. Com o desligamento do sinal, as operadoras de celular poderão investir e elevar a qualidade dos serviços hoje oferecidos e garantir uma melhor oferta em todo o território nacional. O 4G é uma das tecnologias para telefonia móvel mais avançadas e que permite a vários dispositivos – como celular, smartphone, laptops e tablets – acessar a internet com velocidade mais rápida.

O processo de migração que já passou por Rio Verde, em Goiás e nas regiões do Distrito Federal (10 cidades), São Paulo (39 cidades), Goiânia (29 cidades) e Recife (14 cidades), tem obtidos resultados positivos após o encerramento das transmissões analógicas, com quase 100% da população digitalizada.

Sobre a Seja Digital

A Seja Digital (EAD – Entidade Administradora da Digitalização de Canais TV e RTV) é uma instituição não governamental e sem fins lucrativos, responsável por operacionalizar a migração do sinal analógico para o sinal digital da televisão no Brasil. Criada por determinação da Anatel, tem como missão garantir que a população tenha acesso à TV Digital, oferecendo suporte didático, desenvolvendo campanhas de comunicação e mobilização social e distribuindo kits para TV digital para as famílias cadastradas em programas sociais do Governo Federal. Também tem como objetivos aferir a adoção do sinal de TV digital, remanejar os canais nas frequências e garantir a convivência sem interferência dos sinais da TV e 4G após o desligamento do sinal analógico. Esse processo teve início em abril de 2015 e, de acordo com cronograma definido pelo Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, mais de 1300 municípios terão o sinal analógico desligado até 2018.