De acordo com a decisão do Tribunal, coronel Lima também retornará à prisão. Já habeas corpus concedido ao ex-ministro Moreira Franco será mantido

Um julgamento do TRF-2 (Tribunal Regional Federal da 2ª Região) determinou nesta quarta-feira, por dois votos a um, que o ex-presidente Michel Temer retorne à prisão.
De acordo com a decisão do Tribunal, coronel Lima também será preso novamente.
Temer e o coronel Lima foram presos na Operação Descontaminação, em 21 de março, pela Justiça Federal do Rio, e haviam conseguido um habeas corpus quatro dias depois, por determinação liminar do desembargador Ivan Athié, do TRF2. Eles são acusados de corrupção, peculato, lavagem de dinheiro e organização criminosa.
O Tribunal determinou ainda a manutenção do habeas corpus concedido ao ex-ministro Moreira Franco (MDB), também investigado pelos crimes.
Temer: ‘Vou me apresentar amanhã’
Temer afirmou, na noite desta quarta, em São Paulo, que se apresentará nesta quinta à Justiça.  O ex-presidente afirmou que se apresentará “regularmente” e que “não tem nenhum problema com isso”. Temer disse também que recebeu vários telefonemas de amigos que demonstraram surpresa com a decisão do TRF-2.