Ex-presidente avalia que descontrole da economia foi erro fatal

Nas conversas reservadas sobre os erros que levaram o PT a deixar o poder, Lula atribui a ele e ao partido responsabilidade menor do que a da presidente afastada, Dilma Rousseff. Para Lula, ao perder o controle da economia e o apoio dos empresários, Dilma permitiu que os políticos se rebelassem contra ela no Congresso.

Numa conversa com um cacique petista, Lula ouviu que todos eles e o PT pagariam agora por seus erros políticos. O ex-presidente respondeu que cabiam a eles e ao partido 30% da responsabilidade. Os outros 70% foram jogados na conta de Dilma. Mas foi Lula quem a elegeu em 2010 e apoiou a reeleição apesar das fortes críticas que tinha ao governo dilmista.

Lula e o PT tem desafios enormes. Foi correto o movimento inicial do partido nesta semana para fazer uma autocrítica com foco na economia. Mas a autocrítica ocorreu no sentido errado.

O partido cobrou de Dilma a aplicação no segundo mandato de uma receita econômica que foi uma das principais causas da ruína petista. O PT tem dificuldade para entender a importância do equilíbrio fiscal. A destruição da política fiscal foi mortal para Dilma. O ex-presidente Lula compreende. Por isso, queria Henrique Meirelles na Fazenda. Dilma teve chances de nome-lo, a última delas em dezembro, e não quis.

O fato é que o maior desafio de Lula agora não é eleitoral. É responder às acusações no âmbito da Lava Jato: há investigações em Brasília e Curitiba. Sem vencer essas acusações, não conseguirá viabilizar uma candidatura a presidente. Isso parece a cada dia mais distante, como mostra mais uma operação da Polícia Federal hoje que tem um parente de Lula como alvo.

lula dilma