Com o depoimento do ex-diretor da Petrobras, Paulo Roberto Costa, que divulgou o nome de pelo menos 25 políticos envolvidos no desvio de capitais da estatal, a revista Veja revelou doze nomes, entre eles o presidenciável do PSB, falecido no mês passado.

Eduardo Campos entre os que desviaram da Petrobras, diz revista

A divulgação do depoimento de Paulo Roberto Costa, ex-diretor da Petrobras, revelou fragilidades em vários partidos, principalmente no PT de Dilma Rousseff e no PSB de Marina Silva, candidatas presidenciais nas eleições deste ano, revela o portal Bhaz.

Os vários depoimentos dados pelo ex-diretor da estatal revelaram que pelo menos 25 políticos terão desviado recursos da Petrobras ou recebido propinas para avançar com contratos. De acordo com a revista ‘Veja’, dentro dessa lista está o nome dom presidenciável do PSB, Eduardo Campos, morto na queda de uma avião a 13 de agosto.

Não há ainda especificação sobre o envolvimento do ex-governador de Pernambuco no esquema, nem se as alegações da revista são comprovadas mas, além de Campos, a ‘Veja’ cita ainda o ministro de Minas e Energia Edison Lobão, o presidente da Câmara de Deputados, Henrique Eduardo Alves e o presidente do Senado Renan Calheiros.

Faça o seu comentário