Na manhã desta sexta-feira, 25/10, o prefeito Marcelo Crivella anunciou que vai cancelar a concessão da Lamsa para a gestão da Linha Amarela. A decisão será publicada na próxima edição do Diário Oficial, o que deve ocorrer na terça-feira, 29/10. Segunda será feriado para servidores públicos.

O prejuízo para o município com essa concessão, de acordo com o prefeito, já chega a R$ 1,6 bilhão. Esse valor foi apontado esta semana pela CPI da Linha Amarela da Câmara Municipal.

“Desde o início do meu governo tenho denunciado que a Linha Amarela é um dos maiores prejuízos para o povo do Rio. São 300 milhões por ano que não deveriam ser pagos. O pedágio não deveria ser cobrado há muito tempo. A primeira coisa que nós reclamamos foram das obras, dos aditivos, obras com sobrepreço, superfaturamento e obras que não foram realizadas, mas foram cobradas. Mandamos abrir uma das faixas (um dos sentidos do pedágio) por um ano e meio para ressarcir a Prefeitura e a Justiça mandou cobrar novamente”, disse Crivella.

Não é a primeira vez que Crivella entra em colisão com a Lamsa. Em mais de uma oportunidade, o prefeito tentou cancelar o pedagio cobrado na Via.

Faça o seu comentário