Participantes terão agora até o dia 30 de outubro para enviar suas propostas

A Light publicará, em 17 de setembro, o Edital relativo à sua 2ª Chamada Pública de Projetos (CPP) no âmbito do Programa de  Eficiência Energética (PEE) da ANEEL. Para atender demanda do mercado, sinalizada nos workshops realizados nos dias 28 e 30 de julho, a Light prorrogou em 30 dias o prazo para a entrega de projetos, passando de 30 de setembro para 30 de outubro. O valor disponibilizado para esta 2ª CPP é de R$ 12 milhões. Do montante, R$ 6 milhões serão investidos em projetos das áreas Residencial (R$ 1,5 milhão) e Comercial & Serviços (R$ 4,5 milhões), que representam os maiores mercados consumidores da Light. Os outros R$ 6 milhões vão atender projetos das áreas Poder Público (R$ 3 milhões), Industrial (R$ 1,5 milhão) e Serviços Públicos (R$ 1,5 milhão).

O valor mínimo para cada proposta de projeto deverá ser maior ou igual a R$ 100 mil para os segmentos do poder público, residencial e serviço público sem fins lucrativos. Clientes enquadrados na lei das micro e pequenas empresas e instituições sem fins lucrativos do setor de serviços poderão apresentar projetos com valores maiores ou iguais a R$ 30 mil. Para o setor privado, os valores mínimos são de R$ 350 mil para indústria e de R$ 200 mil para o comércio. O prazo para recebimento desses projetos será encerrado no dia 30 de outubro. Mais informações no site de Light, em www.light.com.br/eficienciaenergetica.

 

Há mais de 15 anos, a Light vem investindo em projetos de eficiência no âmbito do PEE da ANEEL, que tem por objetivo promover o uso eficiente e racional da energia elétrica, estimulando o desenvolvimento de novas tecnologias e a criação de hábitos e práticas para combater o desperdício. De acordo com o engenheiro Antônio Raad, responsável pela gestão do Programa de Eficiência Energética na Light, com a 2ª Chamada Pública de Projetos, a empresa vai disponibilizar recursos para captar, principalmente, projetos diferenciados e inovadores na área de eficiência energética.

“Podem participar da chamada todos os clientes atendidos na área de concessão da Light, além de empresas legalmente habilitadas para a execução de serviços de conservação de energia (Escos), fabricantes e comerciantes de equipamentos”, observa Raad.

 

Desde o início do programa, em 1998, o PEE da Light executou 171 projetos, que totalizaram investimentos da ordem de R$ 400 milhões. A economia de energia decorrente dessas iniciativas é de 673 mil MWh/ano – o que foi equivalente a 2,5% do consumo do mercado regulado da Light em 2014.

light energia

Mais informações:

Assessoria de Imprensa Light
(21) 2211-2909/2910/2907/2922/7795/2785