A informação foi divulgada por Marco Troyjo, secretário especial de Comércio Exterior e Assuntos Internacionais do Ministério da Economia

O governo estuda diminuir os impostos cobrados por bens importados associados à tecnologia da informação (TI). A diminuição seria dos atuais 14% para algo em torno de 4% durante o mandato de Jair Bolsonaro.

A informação foi compartilhada por Marco Troyjo, secretário especial de Comércio Exterior e Assuntos Internacionais do Ministério da Economia, durante a abertura do Congresso Mundial de Câmaras de Comércio, nesta quarta-feira (12).

Com essa medida, o governo espera aumentar a produtividade e a competitividade entre empresas que utilizam componentes tecnológicos importados em sua rotina de produção, trazendo um efeito “exponencial” para essas companhias. Como tais itens são utilizados em diversos setores, esse seria um meio de fazer o mercado crescer.

Troyjo ainda afirmou que “quando você dá um choque não apenas de qualidade e preço, mas também mexe no acesso àquilo de mais avançado que está acontecendo, automaticamente multiplica por várias vezes sua produtividade interna.”

Via: Olhar Digital

Faça o seu comentário