Empresa trabalha para lançar serviço de conta corrente no próximo ano; o Citigroup será responsável pela administração das contas

As grandes empresas sempre procuram formas de diversificar seus segmentos de atuação. Recentemente, a Apple lançou seu cartão de crédito próprio e o Facebook trabalha em uma criptomoeda própria. Agora, é a vez do Google, que vai oferecer contas correntes para seus usuários.

O projeto, que recebeu o nome de Cache, deve ser lançado no próximo ano. As contas serão administradas pelo Citigroup Inc. e uma cooperativa de crédito na Stanford University.

As ambições do Google podem desafiar empresas atuantes do ramo de serviço financeiro, que temem perder sua área de atuação e seus clientes. A empresa também deve agir em Washington, onde os órgãos reguladores estão investigando se as grandes empresas de tecnologia têm influência exagerada.

Em entrevista ao Wall Street Journal, Caesar Sengupta, executivo do Google, falou sobre como a empresa pretende criar esse serviço: “Nossa abordagem será fazer uma parceria profunda com os bancos e o sistema financeiro. Pode ser um caminho um pouco mais longo, mas é mais sustentável”.

Google está com planos ambiciosos, mas com adesão razoavelmente baixa. Contas correntes estão entre alguns dos serviços que as pessoas possuem mas não trocam com muita frequência. Entretanto, a empresa tem um trunfo nessa situação: eles já possuem informações como quanto dinheiro as pessoas ganham, onde compram e quais contas pagam.

A empresa precisará convencer um público cada vez mais cauteloso a confiar seus dados pessoais a uma companhia de tecnologia. Os reguladores federais estão examinando se as informações que o Google possui oferecem à empresa alguma vantagem injusta sobre os concorrentes.

Sengupta disse que a empresa ainda não decidiu se algum tipo de taxa será cobrada dos usuários. A ideia é que os consumidores acessem suas contas correntes usando a carteira digital do Google, o Google Pay.

Via: Wall Street Journal

Fonte: Olhar Digital

Faça o seu comentário