A boa noticia é que finalmente o Pedágio devera sair de Seropédica, e a má noticia é que a BR 493 sera Pedagiada.

O governo do Rio de Janeiro pediu ao Ministério dos Transportes a  privatização das principais rodovias federais que cortam o estado. A informação é do secretário estadual de transportes, Carlos Roberto Osório, que participou de uma reunião, com um grupo de empresários, no Copacabana Palace, na zona Sul do Rio.

 

De acordo com o Osório, o pedido de privatização das rodovias foi apresentada no dia 8 de abril, ao ministro dos Transportes, Antônio Carlos Rodrigues, e ao o ministro do Planejamento, Orçamento e Gestão, Nelson Barbosa. O secretário afirmou que a privatização é a principal alternativa para melhorar as condições precárias das rodovias.

 

A privatização também seria uma alternativa para a conclusão das obras do arco metropolitano BR 493, que liga a BR 101, no município de Itaboraí, à Baixada Fluminense. As rodovias BR-101 Sul, conhecida como Rio-Santos e BR-465, antiga Rio-São Paulo, também são prioritárias de acordo com o governo do estado, e o Pedágio de Seropédica poderá se mudar para Serra das Araras.

 

Na reunião com os ministérios, o governo do Rio também pretende colocar em pauta o projeto de construção da Ferrovia EF-118, que vai ligar o Rio de Janeiro à cidade de Vitória no Espírito Santo. A malha teria como principal finalidade integrar os portos de Sepetiba e Itaguaí, aos portos do Rio de Janeiro, Macaé, Porto Central do Espírito Santo e ao Porto de Vitória.

privatização estradas