Atirador abre fogo em boate gay em Orlando, EUA, na manhã deste domingo (12). Após troca de tiros o atirador foi morto

50 mortos

Um tiroteio na casa noturna gay Pulse, em Orlando, na Flórida, que ocorreu por volta das 2 horas da madrugada deste domingo, no horário local – 3 horas no horário de Brasília –  deixa aproximadamente 50 mortos e 53 feridos, segundo autoridades locais. A polícia pediu aos moradores manterem distância e usa sua conta do Twitter para atualizar a população.

 Após troca de tiros, o atirador, identificado como Omar Mateen, um cidadão americano que morava ao sul de Orlando, foi morto dentro da casa noturna. O ato vai ser investigado como um “ato de terrorismo”.

Várias pessoas que estavam na boate no momento do tiroteio publicaram nas redes sociais que um homem armado estava escondido e mantendo reféns no local. Um cliente da casa noturna disse ter ouvido cerca de 40 tiros sendo disparados.

A polícia disse no Twitter que havia realizado uma “explosão controlada” no local três horas após o começo do tiroteio.

Identidade do atirador

Segundo as autoridades consultadas pela emissora ‘CBS’, o atirador é Omar Mateen, 29 anos. Ele nasceu nos Estados Unidos e vem de uma família de afegãos.

Agora, está sendo investigado a possibilidade dele estar ligado a algum grupo terrorista – apesar de não ter sido encontrada nenhum evidência real dessa ligação. Representante do FBI disse que está muito cedo para ter conclusões sobre a natureza do crime.

No momento, há uma vasta investigação sobre os laços familiares do atirador e de seu comportamento nas redes sociais para tentar identificar as motivações do crime. As primeiras informações relatam que ele portava um rifle e uma outra arma não identificada.

“Parece que foi muito organizado e muito preparado”, disse o chefe da polícia de Orlando, John Mina.

O presidente da Sociedade Islâmica da Flórida Central, Muhamad Musri alerta a mídia para que não façam pré julgamentos e diz que um ato como este não poderia ser previsto: “Poderia ter acontecido em qualquer lugar, como um raio”.

Autoridades disseram que a prioridade, no momento, é identificar as vítimas e avisar os familiares.

Fim de semana trágico
Incidente aconteceu menos de 48 horas depois da cantora Christina Grimmie, ex-The Voice, ser baleada e morta, também em Orlando. Mas a polícia não acredita que estes fatos tenham ligação.

Veja imagens dos arredores da casa noturna nesta madrugada:

Fonte: http://ultimosegundo.ig.com.br/mundo/2016-06-12/tiroteio-em-casa-noturna-gay-de-orlando-deixa-varios-feridos.html

Faça o seu comentário