Rio tem o 3º maior registro de mortes por covid-19 em 24 horas

0
45

Com 283 óbitos, estado tem o maior registro de mortes desde junho

A Secretaria Estadual de Saúde (SES) informou, nesta terça-feira (30), que foram registradas 283 mortes nas últimas 24 horas, sendo este o maior número desde junho e o terceiro maior da pandemia. O estado registrou um aumento de 59% na média móvel de mortes por covid-19 em relação a duas semanas atrás, com 157 óbitos por dia. No mesmo dia, o Brasil registra 3.780 mortes por Covid-19, o maior número desde o início da pandemia.

Em 3 de junho, dia mais letal da pandemia no estado fluminense, foram registrados 324 óbitos. No dia seguinte, a SES contabilizou mais 317 mortes. O Rio de Janeiro já registrou 36.432 mortes e soma 644.754 casos confirmados, dos quais 3.500 foram registrados nas últimas 24 horas.

Ainda segundo a SES, a taxa de ocupação de leitos de enfermaria está em 81,4%, e de UTIs, 87,6%. Até o momento, 694 pessoas aguardam pela oferta de leitos e a mediana do tempo de espera é de 24.5 horas.

Governo do Rio anuncia abertura de novos leitos de covid-19

O governador em exercício do Rio, Cláudio Castro, anunciou nesta terça-feira (30) a abertura de 397 novos leitos de Covid-19 na rede pública, sendo 99 estaduais, 225 federais e 73 em parceria com a rede particular. Do total de leitos abertos, 224 serão de UTI. Castro também anunciou para o próximo sábado, dia 3, a inauguração do Hospital Modular de Nova Iguaçu, que será entregue com atraso.

Em entrevista coletiva no Palácio Guanabara, Cláudio Castro comemorou uma leve queda na taxa de ocupação de leitos – de 92% para 87%. “Nas últimas horas houve uma redução na taxa de UTI de 92% para 87%. Não é o ideal, mas abrindo leitos vamos conseguir diminuir essa taxa. A angulação da curva vem diminuindo. Só na última semana entraram na regulação 397 leitos”, afirmou o governador em exercício.