Veja o que aconteceu de mais importante nas cidades da região ao longo dos últimos 12 meses e relembre fatos marcantes e curiosos.

As regiões Sul e Costa Verde do Rio de Janeiro tiveram um 2019 marcante com muitos fatos relevantes e curiosos. O G1 noticiou estragos causados pela chuva, violência, histórias inusitadas, engraçadas e com finais felizes que impactaram a vida dos moradores da região.

Acidentes

Policiais Militares morrem após batida entre carro e ônibus em Valença

Acidente aconteceu na altura da Faculdade Veterinária de Valença — Foto: Reprodução/Arquivo Pessoal

Acidente aconteceu na altura da Faculdade Veterinária de Valença — Foto: Reprodução/Arquivo Pessoal

Três policiais militares morreram após o carro em que eles estavam bater em um ônibus da Viação Útil no dia 19 de fevereiro, em Valença. De acordo com o Corpo de Bombeiros, o acidente aconteceu na RJ-145, estrada que liga Valença a Barra do Piraí, na altura do Hospital Veterinário do Centro de Ensino Superior de Valença.

Ainda de acordo com a corporação, os policiais estavam saindo do Departamento de Policiamento Ostensivo (DPO) no distrito de Barão de Juparanã e seguiam para Valença, onde moravam.

O Subtenente Jan Pierre tinha 42 anos e estava na corporação desde 1998. O Cabo Joaquim tinha 40 anos e ingressou na Polícia Militar em 2010. A Soldado De Jesus tinha 37 anos e estava na Polícia desde 2013.

Adolescente morre e dois ficam feridos após serem atropelados na calçada em Barra Mansa

Vídeo mostra momento do atropelamento que matou adolescente em Barra Mansa

Vídeo mostra momento do atropelamento que matou adolescente em Barra Mansa

Uma adolescente morreu e um jovem e outra adolescente ficaram feridos após serem atropelados na calçada por um carro na madrugada do dia 7 de março em Barra Mansa. Segundo testemunhas, o grupo estava com outros jovens voltando de um retiro espiritual de carnaval e pararam para fazer uma oração na Praça da Liberdade, no Centro, quando o acidente aconteceu. O carro desceu a Rua Mário Ramos, entrou na Rua Roberto Mutel e quando fez a curva para a Avenida Dário Aragão, perdeu o controle do veículo.

A adolescente que morreu foi identificada como Beatriz Gonzaga Macedo, de 17 anos, enteada do pastor Dário Ferreira. Três pessoas morrem carbonizadas e três ficam feridas após batida entre carreta e caminhão em Barra do Piraí
Acidente aconteceu na altura do km 262 — Foto: Divulgação/Polícia Rodoviária Federal

Acidente aconteceu na altura do km 262 — Foto: Divulgação/Polícia Rodoviária Federal

Três pessoas morreram carbonizadas e outras três ficaram feridas após uma batida entre uma carreta e um caminhão, no dia 28 de maio, na BR-393 (Rodovia Lúcio Meira) em Barra do Piraí.

O acidente aconteceu na altura do km 262. A carreta seguia no sentido Volta Redonda quando tombou e bateu em um caminhão que vinha no sentido contrário. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, a carreta transportava um contêiner e o caminhão carregava frango congelado.

O caminhão e a carreta foram tomados pelo fogo e as cabines ficaram completamente destruídas. A suspeita é que o impacto da batida teria atingido os tanques de combustível dos veículos. O Corpo de Bombeiros foi chamado para apagar as chamas. Apenas a carroceria frigorífica não foi incendiada.

Carreta tomba, pega fogo e interdita pistas na Via Dutra, em Barra Mansa

Video mostra caminhão pegando fogo na Via Dutra, Em Barra Mansa

Video mostra caminhão pegando fogo na Via Dutra, Em Barra Mansa

Uma carreta que carregava móveis tombou, pegou fogo e interditou totalmente as pistas nos dois sentidos no dia 3 de julho, na Via Dutra, em Barra Mansa. O acidente aconteceu na altura do km 280, no sentido Rio de Janeiro. A equipe da PRF foi acionada para o local.

O Corpo de Bombeiros também foi chamado para apagar as chamas. Ninguém ficou ferido. Isso por causa da atitude solidário de outro motorista que passava pelo local.

No vídeo, é possível ver o caminhão já tombado e o exato momento em que as chamas começam a se alastrar. Um homem corre até o veículo e ajuda o motorista a sair, quando o fogo já tinha começado. Este mesmo homem ainda ajuda a vítima a se afastar do incêndio e dá água para que ele se acalme.

A pista ficou interditada por quatro horas e o congestionamento chegou a 12 km no sentido São Paulo e 11 km no sentido Rio de Janeiro.

Quatro pessoas morrem e 14 ficam feridas em acidente envolvendo carro e ônibus na BR-393, em Barra do Piraí

Acidente envolvendo carro e ônibus na BR-393, em Barra do Piraí — Foto: Redes sociais

Acidente envolvendo carro e ônibus na BR-393, em Barra do Piraí — Foto: Redes sociais

Quatro pessoas morreram e 14 ficaram feridas em um grave acidente envolvendo um carro e um ônibus no fim no dia 15 de setembro, na BR-393 (Rodovia Lúcio Meira), em Barra do Piraí. Os veículos bateram de frente na altura do km 274, em um local conhecido como Curva do Aterrado.

Todas as mortes foram de pessoas que estavam no carro, entre elas, um adolescente de 15 anos. Um deles chegou a ser levado com vida para o Hospital São João Batista, em Volta Redonda, cidade vizinha, mas não resistiu aos ferimentos.

Ônibus que levava funcionários da Nissan tomba e deixa 27 feridos na Via Dutra, em Barra Mansa

Ônibus que levava funcionários da Nissan tomba e deixa feridos na Via Dutra, em Barra Mansa — Foto: Divulgação/Polícia Rodoviária Federal

Ônibus que levava funcionários da Nissan tomba e deixa feridos na Via Dutra, em Barra Mansa — Foto: Divulgação/Polícia Rodoviária Federal

Um ônibus que levava funcionários da montadora de veículos Nissan tombou na Via Dutra no dia 25 de setembro e deixou um morto e 27 feridos. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, o acidente aconteceu na altura do km 283 da pista sentido São Paulo, na altura de Barra Mansa.

O ônibus, da empresa de fretamento Transmargoo, saiu de Barra Mansa e seguia para a montadora, que fica em Resende, quando tombou e caiu em uma ribanceira.

“Segundo declaração do motorista, ao fazer a curva, o veículo saiu de traseira (rodas traseiras perderam a aderência), fazendo o veículo girar e sair da pista, caindo na ribanceira”, informou o policial rodoviário Carlos André Nogueira.

As vítimas foram levadas para vários hospitais da região e foram recebendo alta gradativamente. Dentre todos os ocupantes do ônibus, apenas o motorista não se machucou.

Carlos Augusto Peixoto, de 33 anos, morreu no dia 4 de novembro. Ele ficou pouco mais de um mês internado na Santa Casa de Barra Mansa, mas não resistiu às complicações dos ferimentos.

Carreta invade pista contrária e atinge carro na Dutra; 6 morrem

Acidente grave deixa mortos na Via Dutra, em Porto Real — Foto: PRF/Divulgação

Acidente grave deixa mortos na Via Dutra, em Porto Real — Foto: PRF/Divulgação

Um grave acidente envolvendo uma carreta e um carro no dia 12 de outubro, na Via Dutra, em Porto Real, matou seis pessoas, entre elas um bebê que completaria um mês no dia seguinte. O motorista da carreta e os cinco ocupantes do carro morreram.

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, o motorista da carreta, de 46 anos, seguia no sentido São Paulo quando perdeu o controle da direção, invadiu a pista contrária e atingiu um carro.

O caminhoneiro era Anderson Marcelo, de 46 anos. As outras vítimas foram identificadas como: Alice da Silva Villaca Dias — bebê de 29 dias; Felipe Dias da Silva, de 32 anos — pai do bebê; Simone da Silva Villaca Dias, de 37 anos — mãe do bebê; Rosilane Dias Cornelio Meier, 51 anos — mãe do Felipe; Max Meier, de 74 anos — padrasto do Felipe (nacionalidade Suíça).

Violência

Sete corpos são encontrados em caçamba de caminhão no Frade, em Angra dos Reis

Corpos são deixados em caçamba de caminhão no Frade, em Angra dos Reis — Foto: TV Rio Sul

Corpos são deixados em caçamba de caminhão no Frade, em Angra dos Reis — Foto: TV Rio Sul

Sete corpos foram encontrados na caçamba de um caminhão de pequeno porte no dia 15 de dezembro no bairro Frade, em Angra dos Reis. O veículo estava em frente à sede do batalhão dos bombeiros.

Segundo a Polícia Militar, os corpos, todos de homens, seriam de suspeitos de envolvimento com o tráfico de drogas. Peritos estiveram no local e a Polícia Civil apura as circunstâncias em que essas pessoas foram mortas.

‘Minha vó não viu nada’: Filho comete suicídio depois de matar mãe e padrasto em Três Rios e deixa bilhete

Depois de matar mãe e padrasto, homem comete suicídio e deixa bilhete no chão — Foto: Polícia Civil

Depois de matar mãe e padrasto, homem comete suicídio e deixa bilhete no chão — Foto: Polícia Civil

Considerado o principal suspeito de ter assassinado a mãe e o padrasto, o homem de 32 anos foi encontrado enforcado no dia 12 de junho em uma área rural de Cambuci, noroeste fluminense. Moradores da região viram o corpo e acionaram a polícia local.

A mensagem “Minha vó não viu nada” estava escrita na terra. A idosa de 92 anos também estava na residência no momento do crime. Segundo a polícia, ela tem alzheimer e precisou ser hospitalizada.

Maria Amélia Daflon Vogas, de 64 anos, e Sahid Voga, de 69 foram encontrados mortos dentro de casa quatro dias antes, em Três Rios. Segundo informações da Polícia Civil, os dois estavam na cama no bairro Monte Castelo. A residência não apresentava sinais de arrombamento.

O veículo do casal estava sendo rastreado pelos agentes e foi encontrado abandonado.

Policiais militares e criminosos são baleados durante operação em Angra dos Reis

Polícia Militar cerca o bairro Frade, em Angra dos Reis — Foto: Augusto de Souza/TV Rio Sul

Polícia Militar cerca o bairro Frade, em Angra dos Reis — Foto: Augusto de Souza/TV Rio Sul

Dois policias militares e dois criminosos foram baleados no dia 27 de outubro em Angra dos Reis. Segundo informações da Polícia Militar, os agentes realizavam uma operação de combate ao tráfico de drogas no bairro Frade quando houve troca de tiros com os bandidos.

Um policial, de 23 anos, foi socorrido e encaminhado ao Hospital Geral da Japuíba (HGJ). Ele foi atingido na panturrilha e na coxa. Um dos bandidos também foi encaminhado ao HGJ. O outro policial baleado e o segundo criminoso foram encaminhados ao Hospital Praia Brava.

Violência contra mulheres e crianças

Homem mata esposa em Angra dos Reis e pedala por uma hora com corpo enrolado em tapete

Corpo foi enrolado em um tapete e jogado em um matagal — Foto: Divulgação/Polícia Civil

Corpo foi enrolado em um tapete e jogado em um matagal — Foto: Divulgação/Polícia Civil

Uma mulher foi assassinada pelo próprio marido no dia 20 de outubro, em Angra dos Reis. De acordo com a Polícia Civil, ela foi enforcada com uma chave de braço durante uma briga entre o casal e morreu asfixiada na frente da filha, de sete anos. O crime aconteceu na casa deles, no bairro Vila Nova, em uma área conhecida como Tararaca.

A vítima é Maria Inês Rodrigues, de 41 anos. Ela trabalhava para uma empresa que faz coleta de lixo na cidade.

Ainda segundo a polícia, o marido é Diogo Soares da Silva, de 33 anos. Ele enrolou o corpo dela em um tapete, amarrou em uma bicicleta e pedalou por cerca de uma hora para jogar o cadáver em um matagal perto de um mirante às margens da Avenida Vereador Benedito Adelino (Estrada do Contorno).

Após confessar o crime e indicar o local onde o corpo estava, o homem foi preso e vai responder por feminicídio. Ele trabalhava como autônomo oferecendo serviços de capina.

Mulher é agredida com soquete pelo ex-namorado em Barra Mansa

Mulher foi agredida com soquete por ex-namorado em Barra Mansa — Foto: Arquivo Pessoal

Mulher foi agredida com soquete por ex-namorado em Barra Mansa — Foto: Arquivo Pessoal

Uma mulher, de 35 anos, foi agredida pelo ex-namorado e teve o rosto desfigurado no dia 24 de fevereiro em Barra Mansa. A agressão aconteceu na casa onde eles chegaram a morar juntos, no bairro Boa Vista l.

De acordo com familiares, o suspeito não aceitava o fim do relacionamento. Quando a vítima foi na casa pegar alguns pertences, ele a estrangulou e a agrediu com um soquete.

O suspeito foi preso no dia seguinte, na casa do pai dele, no Boa Vista I, mesmo bairro onde aconteceu o crime. Ele responde por tentativa de feminicídio.

‘Me tira daquele inferno, não aguento mais’, disse grávida que morreu após ser espancada por marido em Barra Mansa

Maria Edjane de Lima era natural de João Pessoa, na Paraíba, e tinha 35 anos. Ela foi espancada pelo marido e morreu em Barra Mansa — Foto: Foto: Divulgação

Maria Edjane de Lima era natural de João Pessoa, na Paraíba, e tinha 35 anos. Ela foi espancada pelo marido e morreu em Barra Mansa — Foto: Foto: Divulgação

Uma mulher grávida morreu no dia 5 de março durante um parto prematuro de emergência após ser espancada pelo marido em Barra Mansa. Segundo a Polícia Militar (PM), Maria Edjane de Lima, 35 anos, deu entrada no dia anterior no Hospital da Mulher com sangramento vaginal e sinais de agressão, informando que foi chutada, inclusive na barriga, pelo companheiro, de 45. Como o sangramento não cessou e ela apresentou descolamento de placenta, foi levada para o Centro Obstétrico para fazer a cirurgia.

Horas depois que a mulher havia morrido, o agressor chegou ao hospital exaltado exigindo a documentação dela. A polícia foi chamada e ele foi encaminhado à delegacia. Na ocasião, o homem foi ouvido e liberado, pois a delegacia aguardava o laudo do IML para confirmar se ele foi o culpado pela morte dela. No fim do dia, a delegacia conseguiu reunir as provas e ele teve a prisão preventiva decretada. O homem foi preso no dia seguinte e foi indiciado pelo crime de lesão corporal seguida de morte.

Corpo de mulher é encontrado dentro da geladeira da própria casa em Miguel Pereira

Ione Angélica dos Santos foi encontrada morta na geladeira da própria casa — Foto: Reprodução/Redes Sociais

Ione Angélica dos Santos foi encontrada morta na geladeira da própria casa — Foto: Reprodução/Redes Sociais

O corpo de uma mulher foi encontrado dentro da geladeira da própria casa no dia 28 de setembro, em Miguel Pereira. A residência fica na Estrada das Pedras, no bairro Vera Cruz. Ela foi morta por estrangulamento.

Segundo informações da Polícia Militar, Ione Angélica dos Santos, de 47 anos, ficou desaparecida por quatro dias. O irmão dela foi até a casa onde ela morava atrás de notícias e, ao entrar na residência, encontrou a mulher dentro do refrigerador, com um botijão de gás usado como peso para segurar a porta.

Ainda de acordo com a PM, ela estava morta há alguns dias, mas os agentes não souberam precisar há quanto tempo.

O principal suspeito do crime é o marido, que matou um sargento da Polícia Militar e morreu em seguida em São Manuel, no interior de São Paulo. O caso aconteceu em um posto de combustíveis no dia 25 de setembro.

Segundo as primeiras informações, Luan Nilton Martins estava com o carro de Ione, se envolveu em um acidente e atirou contra um policial durante uma abordagem. Houve troca de tiros e os dois morreram.

Adolescente de 16 anos é assassinada dentro de casa em Barra Mansa

Maria Julia foi encontrada morta dentro de casa — Foto: Reprodução/Redes Sociais

Maria Julia foi encontrada morta dentro de casa — Foto: Reprodução/Redes Sociail

Maria Julia Oliveira, de 16 anos, foi assassinada dentro de casa no dia 25 de outubro, em Barra Mansa. O crime aconteceu no bairro Piteiras.

De acordo com a Polícia Militar, a vítima tinha marcas de violência no pescoço e no rosto, indicando que a morte foi provocada por estrangulamento. Ela morava com o pai, a mãe e o irmão, mas estava sozinha em casa no momento do crime, que aconteceu por volta das 19h.

Pouco mais de um mês após o crime, o jovem suspeito de assassinar a adolescente. Maicon Douglas foi encontrado na Rua da Caixa D’água, no bairro Santa Rita do Bracuí, em Angra dos Reis, após informações passadas através do Disque Denúncia.

A prisão aconteceu no mesmo dia que a Polícia Civil de Barra Mansa divulgou o resultado do exame de DNA que confirmou a participação de Maicon Douglas no assassinato.

Ossada de criança é encontrada dentro de mala em Barra do Piraí

Mala com corpo foi encontrada em terreno no distrito de Ipiabas, em Barra do Piraí — Foto: Foto: Divulgação Polícia Civil

Mala com corpo foi encontrada em terreno no distrito de Ipiabas, em Barra do Piraí — Foto: Foto: Divulgação Polícia Civil

A ossada de Júlia Laport, de 10 anos, foi encontrada dentro de uma mala em um terreno no distrito de Ipiabas, em Barra do Piraí, no dia 21 de janeiro. O corpo dela foi encontrado seis meses após ela ser dada como desaparecida.

Na época, segundo a polícia, a mãe da criança dava diferentes versões para justificar o sumiço. Em depoimento, ela confessou que abandonou o corpo da filha em um terreno com a ajuda do namorado. Christiane de Oliveira Laport foi presa e o padrasto Carlos Rhamon Manoel Ferreira, responde em liberdade.

Os dois são acusados de ocultação de cadáver e Christiane ainda responde por homicídio.

A menina tinha síndrome de west, uma doença rara que causa dificuldade na fala e na locomoção, além de provocar crises epiléticas.

O sepultamento de Júlia aconteceu sete meses depois que o corpo foi encontrado. Isso porque um problema na documentação impedia a liberação para o enterro, porque o corpo de Júlia constava como indigente.

Natureza

Forte temporal provoca deslizamentos de terra, alaga ruas em Volta Redonda e Barra Mansa e interdita principal ligação entre as cidades

Geladeira foi parar na sala — Foto: Rose Gomes/TV Rio Sul

Geladeira foi parar na sala — Foto: Rose Gomes/TV Rio Sul

O temporal que atingiu o Sul do Rio de Janeiro no dia 7 de abril provocou grandes transtornos em Barra Mansa e Volta Redonda. A principal ligação entre as cidades foi interditada por um deslizamento, duas pessoas ficaram feridas em uma queda de barranco que invadiu um bar e muitos moradores ficaram sem poder entrar e sair de casa por causa dos vários pontos de enchente.

Barrancos deslizaram em vários pontos das cidades e invadiram casas. Segundo a Defesa Civil, 32 pessoas ficaram desalojadas e 8 famílias desabrigadas em Volta Redonda.

Prefeitura contabiliza mais de 3 mil desalojados e 1 mil desabrigados em Barra Mansa depois de forte chuva

Alagamento no bairro Boa Sorte — Foto: Reprodução/Redes Sociais

Alagamento no bairro Boa Sorte — Foto: Reprodução/Redes Sociais

Mais de 3 mil desalojados e 1 mil desabrigados foram contabilizados pela prefeitura de Barra Mansa. A cidade foi castigada pela chuva na noite do dia 18 de maio. Segundo a Defesa Civil, choveu 136 mm — era esperado entre 60 e 100 mm em 24 horas — e os rios Barra Mansa, Bananal e Bocaina transbordaram.

Uma casa ficou ilhada na localidade conhecida como Fazendinha, no bairro Bocaininha depois que o rio transbordou. Havia 11 pessoas, entre elas quatro crianças dentro da residência, que foram socorridas de helicóptero pelo Corpo de Bombeiros.

Animais morreram e veículos ficaram submersos com o temporal.

Cabeça d’água deixa dois mortos em Itatiaia

Tromba d'água deixa um morto e desaparecidos em Itatiaia

Tromba d’água deixa um morto e desaparecidos em Itatiaia

Duas pessoas morreram após uma cabeça d’água em Itatiaia, no dia 20 de janeiro. De acordo com o Corpo de Bombeiros, ela começou no alto do Parque Nacional do Itatiaia e desceu para a área conhecida como Paraíso Perdido, local turístico onde moradores e turistas costumam se banhar.

No dia do incidente, o corpo de José Soares, de 55 anos, foi encontrado. No dia seguinte, depois de buscas dos bombeiros, Júlia Machado Miranda, de 18 anos, foi encontrada morta.

A cabeça d’água foi provocada por uma forte chuva, que durou aproximadamente duas horas, na parte alta do Parque Nacional do Itatiaia, nas proximidades do abrigo Rebouças, que fica na região da nascente do Rio Campo Belo.

Paraty e Ilha Grande recebem título de Patrimônio Mundial da Unesco por natureza e cultura

Lagoa Verde, na Ilha Grande — Foto: Divulgação/ Ilha Grande

Lagoa Verde, na Ilha Grande — Foto: Divulgação/ Ilha Grande

Paraty e Ilha Grande, no litoral da Costa Verde, foram reconhecidas no dia 5 de julho, como Patrimônio Mundial. Essa é a primeira vez que o Brasil tem um sítio misto reconhecido por sua cultura e natureza.

A decisão foi anunciada pelo Comitê do Patrimônio Mundial da Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (Unesco), durante reunião em Baku, no Azerbaijão.

Foram avaliados 28 pedidos de sítios mundiais, sendo dois mistos, e os de Paraty e Ilha Grande foram dois dos reconhecidos.

Com cerca de 85% da cobertura vegetal nativa bem conservada, a área do sítio misto forma o segundo maior remanescente florestal do bioma Mata Atlântica. Além da sua extensão, as diferentes fisionomias vegetais permitem a ocorrência de uma fauna e flora incomparáveis, com diversas espécies raras e endêmicas.

Recorde: Parque Nacional do Itatiaia registra -8.1 graus

Parque Nacional do Itatiaia registra -8.1 graus na madrugada desta segunda

Parque Nacional do Itatiaia registra -8.1 graus na madrugada desta segunda

O Parque Nacional do Itatiaia, no Sul do Rio de Janeiro, registrou a sua temperatura mais baixa de 2019 na madrugada do dia 8 de julho. Os termômetros marcaram -8,1ºC na estação do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), que fica dentro da reserva, a 2.452 metros de altitude.

O recorde anterior havia sido registrado no dia anterior, quando os termômetros marcaram -5,6°C.

A temperatura é a mais gelada do ano no estado do Rio de Janeiro.

Feira Literária Internacional de Paraty

Flip 2019 — Foto: Walter Craveiro/Flip/Divulgação

Flip 2019 — Foto: Walter Craveiro/Flip/Divulgação

17ª edição da Flip aconteceu entre 10 e 14 de julho e teve debates, política e até soco. Foram 41 convidados, dos quais 22 mulheres e 19 homens. Além disso, houve um pequeno aumento no percentual de autores e autoras negras em relação aos últimos dois anos, quando houve um recorde de participação (30%). Em 2019, o percentual foi de 31,7%.

Homenageado

Euclides da Cunha, autor de “Os sertões” foi o homenageado da edição. Além de jornalista, ele foi engenheiro, tendo trabalhado na construção da Estrada de Ferro Central do Brasil. Também atuou no exército. Foi casado com Ana Emília Ribeiro, com quem teve três filhos.

“Os sertões” foi publicado em 1902 e é resultado da cobertura de Euclides da revolta de Canudos, que aconteceu no interior da Bahia entre 1896 e 1897. O escritor foi enviado ao local como repórter pelo jornal “O Estado de S. Paulo”. Lá, registrou o conflito entre o exército brasileiro e o movimento liderado por Antônio Conselheiro (1830-1897).

Debates sobre resistência e luta foram frequentes na edição

Na noite do dia 11 de junho, Kalaf Epalanga e Gaël Faye divertiram a plateia falando de temas sérios como guerra, imigração e racismo. Os autores criticaram a pouca presença de negros e mestiços na literatura e expuseram a realidade da imigração na Europa e dos conflitos africanos, mas não perderam a oportunidade de fazer piadas durante as falas.

O encontro entre Jarid Arraes e Carmen Maria Machado também foi marcado por temas sérios, como a escassez de autoras negras e o que se espera da literatura LGBT. As escritoras também cativaram o público, mas com emoção e sensibilidade. Com homenagem a Conceição Evaristo, teve até choro durante a apresentação.

Flip foi política

A mesa mais combativa da edição coube aos jornalistas David Wallace-Wells, americano e autor de “Terra inabitável”, e Cristina Serra, autora de “Tragédia em Mariana: a história do maior desastre ambiental do Brasil”.

A venezuelana Karina Sainz Borgo e o brasileiro Miguel Del Castillo também transitaram por temas políticos. Karina falou sobre os problemas de seu país, que narra no recém-lançado “Noite em Caracas”. E Miguel falou sobre a relação entre religião e governo atualmente no Brasil.

Soco

Na tarde do dia 12 de junho, o presidente da Companhia das Letras, Luiz Schwarcz, se envolveu em uma briga e deu um soco um participante da feira.

E à noite, um grupo de manifestantes protestou contra o jornalista Glenn Greenwald com fogos de artifício. Greenwald palestrou sobre “desafios do jornalismo em tempos de Lava Jato” como parte da programação paralela do evento.

Mesas curtas e competição de poesia foram as novidades do evento

Para se reinventar, a edição teve duas novidades: mesas mais curtas, de 45 minutos, às vezes guiadas por apenas um convidado; e o Flip slam, competição de poesia falada.

Seis poetas internacionais duelaram por mais de duas horas na noite do dia 12. A vencedora foi a norte-americana Porsha Olayiwola, com versos sobre violência, racismo e corpo.

Animais

Três bichos-preguiça são resgatados na BR-101, em Angra dos Reis

Bicho-preguiça é resgatado pela PRF atravessando a BR-101, em Angra dos Reis — Foto: Divulgação/PRF

Bicho-preguiça é resgatado pela PRF atravessando a BR-101, em Angra dos Reis — Foto: Divulgação/PRF

Em todo o ano de 2019, três bichos-preguiça foram resgatados na BR-101 (Rodovia Rio-Santos), em Angra dos Reis.

No dia 18 de abril, um bicho-preguiça foi resgatado pela Polícia Rodoviária Federal. O animal estava atravessando a pista na hora em que os policiais passavam na estrada.

Os policiais faziam patrulhamento próximo ao Frade, quando viram o animal. Os agentes desceram da viatura e pararam o trânsito para resgatar o animal. Logo em seguida, o bichinho foi solto em uma área de mata longe da pista.

No dia 7 de maio um bicho-preguiça também foi resgatado por um morador enquanto cruzava Rodovia Rio-Santos. O caso aconteceu na altura do condomínio do Frade.

A boa ação do comerciante José Aldenizio, de 50 anos, conhecido como Denizio, foi filmada e postada nas redes sociais, onde teve mais de 34 milhões de visualizações.

Bicho-preguiça foi resgatado na BR-101, em Angra dos Reis — Foto: Reprodução/Redes Sociais

Bicho-preguiça foi resgatado na BR-101, em Angra dos Reis — Foto: Reprodução/Redes Sociais

Já no dia 28 de dezembro, um bicho-preguiça foi resgatado enquanto tentava atravessar a rodovia. Um morador passava pela estrada, na altura do Morro da Cruz, quando viu o animal, que tinha caído de uma árvore.

Gata é morta a pauladas dentro de mercado em Paraty

Gata é morta a pauladas dentro de mercado em Paraty

Gata é morta a pauladas dentro de mercado em Paraty

Uma gata foi morta a pauladas por uma idosa dentro de um mercado de Paraty no dia 6 de janeiro. A agressão causou revolta dos moradores e repercutiu nas redes sociais.

Segundo o estabelecimento, a suspeita matou o animal após pisar acidentalmente no rabo dele e ser arranhada. Nas imagens de uma câmera de segurança é possível ver o momento da agressão. As imagens são fortes.

Ainda segundo os responsáveis pelo estabelecimento, a mulher foi atendida pelas pessoas presentes no local. Porém, mesmo assim voltou com um pedaço de pau minutos depois e atingiu a gata na cabeça, que morreu na hora.

A suspeita tem 72 anos, foi encontrada pela polícia três dias depois dentro de casa, no bairro Ilha das Cobras, onde mora há 30 anos. Ela é de Minas e disse estar arrependida do que fez.

A idosa foi levada para a delegacia, foi ouvida e responde em liberdade.

Cão espancado em Valença é adotado e ganha novo lar

Família adota Bob em Valença — Foto: Reprodução/Redes Sociais

Família adota Bob em Valença — Foto: Reprodução/Redes Sociais

A triste história de um cachorro espancado em Valença ganhou um final feliz. O cãozinho ganhou um novo lar no dia 9 de dezembro. Ele foi adotado pela professora Izidra Jesus e a filha dela, Clara de Jesus Moraes. As duas são moradoras de Valença.

O cachorro era conhecido por todos como “Capitão Sujeira”, por ser visto sempre sujo andando pelas ruas. Com uma casa e um dono para cuidar, passou a ser chamado de Bob.

Bob foi espancado no dia 26 de novembro, no bairro Osório. De acordo com a Guarda Municipal, ele foi resgatado com dois dentes quebrados e ferimentos nos olhos e nas patas. Durante o socorro, ele chegou a sofrer duas convulsões. O agressor não foi identificado.

Bob recebeu cuidados em uma clínica veterinária particular e depois foi levado para o grupo de proteção animal São Francisco de Assis. Os custos do tratamento foram bancados por doações de pessoas que se sensibilizaram com a história. Desde que se recuperou da agressão, estava à disposição para adoção até conquistar o coração de Izidra.

Seis cavalos foram baleados e cinco morreram em Valença

Maus tratos a animais: seis cavalos foram baleados e cinco morreram em Valença

Maus tratos a animais: seis cavalos foram baleados e cinco morreram em Valença

Mais de seis cavalos foram baleados e cinco morreram em Valença em menos de uma semana em maio. Uma égua socorrida na Faculdade de Veterinária após levar um tiro, foi a única sobrevivente de uma série de atentados contra equinos na cidade. Ela teve que passar por uma cirurgia para retirar a bala de uma das pernas, outros cinco animais morreram assassinados a tiros em menos de uma semana.

De acordo com testemunhas, os tiros foram disparados por pessoas que passavam em automóveis. Os atentados ocorriam tarde da noite ou de madrugada. Muitas pessoas tentam manter o hábito de montar a cavalo, mas sem ter condições de tratar dos animais ou ter onde deixá-los confinados.

O alvo do atirador são animais que têm donos mas são deixados soltos e costumam até mesmo andar por avenidas de grande circulação de veículos.

Gato de Barra Mansa troca caixa de areia pelo vaso sanitário: ‘Me surpreendeu’, diz dona

Gato de Barra Mansa faz xixi no vaso — Foto: Arquivo Pessoal

Gato de Barra Mansa faz xixi no vaso — Foto: Arquivo Pessoal

Em maio, um gato surpreendeu sua dona ao trocar a caixa de areia pelo vaso sanitário em Barra Mansa. Kevin, de 3 anos, começou a usar o banheiro da casa depois que precisou ser trancado no cômodo para fazer um tratamento de saúde.

Ele é o animal de estimação da Leila da Graça, que é aposentada, sempre foi apaixonada por gatos e tem até um apelido por causa dos bichinhos. “Quando eu era pequena falavam ‘Leila da Gata’, porque eu já gosto de gato mesmo desde criança, fui criada com esses bichos”, contou.

Mas Leila não imaginava que poderia ter um gato com uma habilidade diferente. “Me surpreendeu um dia que eu escutei um barulho de água, achei que ele [o gato] tinha arrebentado a cordinha da descarga, quando fui ver ele estava fazendo xixi”, disse.

Cachorro percorre 1 km atrás de viatura que levava dono em Volta Redonda

Cachorro percorre 1 km atrás de viatura que levava tutor em Volta Redonda

Cachorro percorre 1 km atrás de viatura que levava tutor em Volta Redonda

Um cachorro correu atrás de uma viatura da Guarda Municipal que levava um morador de rua, dono dele, para a delegacia no dia 24 de outubro, em Volta Redonda.

O caso inusitado aconteceu durante uma operação conjunta entre a Guarda Municipal e as polícias Civil e Militar. Depois de percorrer mais ou menos 1 km atrás da viatura, os guardas pararam e permitiram que o cachorro entrasse no carro para ficar junto com o dono dele.

Toda a ação foi registrada por um policial militar que auxiliava na escolta. A operação teve como objetivo cadastrar os moradores de rua para saber de onde eram, se têm passagens pela polícia ou algum mandado de prisão em aberto.

Política

Bolsonaro participa de formatura de cadetes na Academia Militar de Resende

Bolsonaro esteve na cerimônia de formatura de cadetes na Academia Militar de Resende — Foto: Giovani Rossini/TV Rio Sul

Bolsonaro esteve na cerimônia de formatura de cadetes na Academia Militar de Resende — Foto: Giovani Rossini/TV Rio Sul

O presidente Jair Bolsonaro participou, no dia 30 de novembro, da formatura dos aspirantes a oficiais do Exército na Academia Militar das Agulhas Negras (Aman), em Resende. Na cerimônia, 425 cadetes receberam a espada de oficial do Exército Brasileiro. A solenidade marcou a conclusão de quatro anos de estudos na Aman.

Entre as autoridades presentes estavam o vice-presidente, Hamilton Mourão, e a primeira-dama, Michele Bolsonaro.

Esta foi a primeira cerimônia de formatura dos cadetes com Bolsonaro no cargo de presidente. Ele recebeu as honras militares como chefe de Estado, acompanhou a entrada dos formandos e entregou a espada ao primeiro aluno da turma, o aspirante Richard Yuri de Souza Ribas, de 23 anos, nascido em Jacareí, no estado de São Paulo. Em seguida, os demais formandos receberam a espada dos próprios familiares.

O presidente discursou por pouco mais de cinco minutos. Ele lembrou a carreira militar, citando a própria formatura, que aconteceu em 1977. Bolsonaro também disse que foi na Aman, em 2014, que começou a pensar na candidatura à presidência da República. O presidente não falou com a imprensa.

Governador Witzel participa de ação com Core em Angra dos Reis

1. Estou, neste momento, sobrevoando uma das áreas mais perigosas de Angra dos Reis, onde iniciamos uma operação da equipe do CORE. Ao meu lado, estão o prefeito Fernando Jordão e o secretário estadual de Polícia Civil, Marcus Vinícius.

Embedded video

No dia 4 de maio, a Coordenadoria de Recurso Especiais, o Core, da Polícia Civil, realizou uma ação em diversas comunidades de Angra dos Reis. De acordo com a polícia, o objetivo era dar uma resposta a criminalidade que vem assustando os moradores. A ação contou apenas com helicópteros, não houve equipes em terra.

O governador do Estado do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSL), o prefeito de Angra, Fernando Jordão (MDB), e o secretário de Polícia Civil, Marcus Vinicius Braga, acompanharam os agentes na aeronave usada na ação.

No Twitter, o governador postou um vídeo dentro de um helicóptero e escreveu no post: “Estou, neste momento, sobrevoando uma das áreas mais perigosas de Angra dos Reis, onde iniciamos uma operação da equipe do CORE. Ao meu lado, estão o prefeito Fernando Jordão e o secretário estadual de Polícia Civil, Marcus Vinícius”. E no segundo post sobre o assunto, completou: “Trazer de volta a paz para os moradores do Rio é meu principal desejo. Por isso trabalhamos incansavelmente em busca de segurança para todos”.

Ainda sobre Angra dos Reis, no dia 23 de dezembro, o governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, afirmou que irá instalar três Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs) no município. Segundo Witzel, o objetivo é incentivar o emprego e o turismo na região, que tem sofrido com confrontos entre traficantes e violência.

Ex-governador Pezão é solto no RJ um dia após decisão do STJ

Ex-governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão — Foto: Isac Nóbrega/PR

Ex-governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão — Foto: Isac Nóbrega/PR

O ex-governador do Rio de Janeiro Luiz Fernando Pezão deixou a Unidade Prisional da Polícia Militar, em Niterói, região metropolitana do Rio, no dia 11 de dezembro. De acordo com informações da assessoria de Pezão, a mulher do ex-governador, Maria Lúcia Jardim, foi buscá-lo no presídio e de lá os dois seguiram para Piraí, onde vivem.

O ex-governador estava preso desde novembro do ano passado, quando ainda exercia o mandato de governador. Ele é réu na Operação Lava Jato no Rio de Janeiro acusado de integrar um esquema de corrupção chefiado pelo também ex-governador Sérgio Cabral, de quem foi vice.

Pezão colocou a tornozeleira eletrônica na tarde do dia 12 de dezembro. Depois de passar a noite com a família em sua casa em Piraí, ele deixou a residência no início da tarde em um carro com vidros escurecidos e voltou para a casa no fim da tarde. O procedimento foi feito no Rio de Janeiro.

A saída de Pezão da cadeia aconteceu um dia após a decisão da Sexta Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ), no dia anterior.

Prefeito e vice de Paraty têm mandatos cassados; depois de novas eleições, vice Luciano Vidal é eleito prefeito

Luciano Vidal foi eleito prefeito de Paraty — Foto: Reprodução/TV Rio Sul

Luciano Vidal foi eleito prefeito de Paraty — Foto: Reprodução/TV Rio Sul

No dia 5 de junho, o presidente da Câmara de Vereadores de Paraty, Valceni da Silva Teixeira, do Democratas, assumiu a prefeitura do município. O prefeito Carlos José Gama Miranda, o Casé, e o vice, Luciano de Oliveira Vidal, ambos do MDB, tiveram os mandatos cassados sob alegação de abuso de poder político durante campanha eleitoral de 2016. O processo de afastamento começou em abril de 2017 e se arrastou até o Tribunal Superior Eleitoral.

Na condenação, apenas Casé teve os direitos políticos cassados. Não houve impedimento para que o vice pudesse concorrer na eleição suplementar.

Luciano Vidal foi eleito, no dia 4 de agosto, como prefeito de Paraty. Ele deve exercer o mandato até 31 de dezembro de 2020. Com 100% das urnas apuradas, Vidal recebeu 9.093 votos, o que corresponde a 44,29% dos votos válidos, contra 9.059 de José Carlos Porto Neto, o Zezé (PTB) – 44,12%, segundo colocado. A diferença foi de 34 votos.

Homens armados chegam de helicóptero à prefeitura de Porto Real e são detidos pela polícia

Helicóptero pousou perto da sede da prefeitura de Porto Real no fim da manhã — Foto: Redes sociais

Helicóptero pousou perto da sede da prefeitura de Porto Real no fim da manhã — Foto: Redes sociais

Três pessoas que chegaram de helicóptero na sede da prefeitura de Porto Real, no dia 2 de maio, foram levadas para a delegacia para prestar esclarecimentos. Segundo nota enviada pela assessoria da prefeitura, o grupo pediu para falar com o prefeito Ailton Marques sem que tivesse agendado um encontro.

Procurado pelo G1, o prefeito Ailton Marques, explicou que chamou a polícia porque servidores municipais contaram que pelo menos um deles estava armado. “Chamamos a polícia porque não é normal chegar e querer falando com prefeito, sem marcar, sem nada, ainda por cima armados. Foi uma atitude que tivemos por precaução. Eu nem cheguei a vê-los, e também quero entender o que está acontecendo”, disse Ailton Marques.

Dois carros da Polícia Militar e um da Polícia Civil foram até a prefeitura e encaminharam os suspeitos e o piloto do helicóptero para a delegacia de Porto Real. Os três prestaram depoimento e foram liberados.

O delegado titular, Marcello Haddad, informou que a situação foi um mal entendido. Um empresário foi com um segurança armado à prefeitura para conversar com o prefeito.

Esporte

Morte de Arthur Vinícius no incêndio do CT do Flamengo

Arthur Vinicius tinha 14 anos — Foto: Reprodução/Rede Social

Arthur Vinicius tinha 14 anos — Foto: Reprodução/Rede Social

O jogador Arthur Vinícius, de 14 anos, de Volta Redonda, foi um dos dez mortos no incêndio do Centro de Treinamento do Flamengo, na Zona Oeste do Rio, que aconteceu no dia 8 de fevereiro. Ele foi a primeira vítima da tragédia a ser sepultada.

O fogo atingiu o alojamento em que vivem os atletas da base do clube. No momento em que as chamas começaram, os garotos dormiam.

Arthur foi enterrado no dia 9 de fevereiro, dia em que faria 15 anos, sob o hino do Flamengo e da música “Parabéns pra Você”.

O velório durou aproximadamente três horas e o sepultamento aconteceu no Portal da Saudade, que fica no Jardim Belvedere. O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, e Samuca Silva, prefeito de Volta Redonda, estiverem presentes no velório.

Lutador do UFC Alex Cowboy agride ex e pilota moto com filho de 5 meses

Laudo aponta agressão e Alex Cowboy vai responder em liberdade — Foto: Reprodução/TV Rio Sul

Laudo aponta agressão e Alex Cowboy vai responder em liberdade — Foto: Reprodução/TV Rio Sul

O lutador do UFC Alex Cowboy foi acusado de agredir a ex-esposa e pilotar uma moto segurando o filho de cinco meses em Três Rios. O caso aconteceu no dia 25 de maio, na casa dos pais dele, no bairro Morada do Sol.

Segundo informações da Polícia Civil, a ex-esposa, de 24 anos, foi a residência para que o filho fizesse uma visita. Porém, o lutador teria chegado exaltado, alcoolizado e querendo pilotar a moto com o neném. De acordo com o depoimento da jovem, ele teria puxado o cabelo dela, dado socos, além de quebrar vidros e uma porta da casa.

A polícia informou ainda que Alex conseguiu subir na moto e levou o filho sem capacete. O bebê foi deixado com a irmã dele, na estrada do Açude. O lutador fugiu em seguida e não havia sido localizado até a publicação desta reportagem.

Ele fugiu e se apresentou na delegacia dois dias depois do acontecido. O lutador foi autuado pelos crimes de lesão corporal, injúria e ameaça.

Fonte: G1

Faça o seu comentário