Site vai contar os principais acontecimentos do município nesses dois séculos de história 

Clique Aqui>>>>> http://www.itaguai.rj.gov.br/200anos/

LINHA DO TEMPO

Conheça a história de Itaguaí através da linha do tempo. Este espaço será atualizado constantemente.
Última atualização: 09/07/2018

Ao caminhar pelas ruas do centro de Itaguaí e conversar com seus moradores, não é difícil ouvir chavões como “este lugar não tem História”, “na época dos meus pais era tudo mato”, “tudo começou com a vinda da NUCLEP” e outros, às vezes até proferidos por pessoas instruídas, mas que revelam um total desconhecimento sobre o passado da cidade.

Cremos que tal visão tenderá a desaparecer diante de tantas fontes, governamentais ou particulares, orais ou escritas, que provam o contrário. O município, desde suas mais remotas origens, há quase quatrocentos anos, construiu uma trajetória das mais relevantes.

As terras que compunham Itaguaí, conforme pudemos expor, abrigaram no espaço entre 1688 a 1850, aproximadamente, um aldeamento administrado pelos jesuítas, culturas de subsistência destinadas ao abastecimento do Rio de Janeiro, um engenho de açúcar que figurou entre os mais modernos da América Portuguesa, plantações de café ainda raras no solo brasileiro, um complexo portuário movimentado onde atuaram negociantes das mais variadas nacionalidades e um estabelecimento pré-industrial que mereceu a atenção e os investimentos de muitos homens eminentes.

Os mais de dezessete mil residentes com que Itaguaí contava em 1840, não obstante a denominação de vila que se aplicava à sua sede, eram um contingente bastante significativo para a época. Muito mais gente, por exemplo, do que os 9.897 habitantes de uma capital provincial como Maceió, em 1842, ou os 9.871 que viviam na estratégica localidade litorânea de Santos, já pelo Censo de 1872.

Atingida pelo esvaziamento do porto, pelas epidemias, pela evasão inevitável da mão-de-obra e pelo abandono de áreas antes cultivadas, Itaguaí chegou a perder quase tudo, inclusive a maior parte de sua memória. Entretanto, apesar de todas as dificuldades, conservou-se como município e empreendeu, ao longo do século XX, uma marcha de recuperação, conseguindo diversificar sua economia e multiplicar, novamente, seu quantitativo humano. Hoje, o município dispõe da mesma vantagem que garantiu sua ascensão no Período Regencial: a estratégica localização na confluência dos principais centros econômicos do país.


  • 1688

    Construção de uma igreja no aldeamento de Itaguaí pelos Jesuítas

     
  • 1729

    Conclusão da Construção da Igreja de São Francisco Xavier

     
  • 1794

    O Engenho do Facão moeu pela primeira vez

     
  • 1795

    Itaguaí foi elevada à categoria de Paróquia

     
  • 1806

    O Engenho do Facão foi vendido

     
  • 1818

    Itaguaí foi elevada à condição de Vila

     
  • 1822

    Itaguaí na rota da Independência

     
  • 1830

    Foi criada a primeira escola pública na Vila

     
  • 1841

    Entra em operação o complexo portuário imperial da Vila de Itagoahy

     
  • 1847

    Inauguração do Chafariz

     
  • 1858

    Inauguração da Casa de Caridade da Vila de São Francisco Xavier

     
  • 1880

    Inaugurada a Biblioteca Municipal de Itaguaí

     
  • 1910

    Inaugurada a estação ferroviária em Itaguaí

     
  • 1931

    Inauguração da energia elétrica

     
  • 1939

    Chegada dos primeiros imigrantes japoneses em Itaguaí

     
  • 1943

    Inaugurado o Coreto Municipal

     
  • 1950

    Ano em que foi composto o Hino de Itaguaí

     
  • 1952

    Inaugurado o Itaguaí Bunka Club

     
  • 1953

    Inaugurado o Patronato São José

     
  • 1960

    Emancipação de Paracambi

     
  • 1965

    Data da criação do Brasão de Itaguaí

     
  • 1967

    Ano de construção do Relógio Solar

     
  • 1982

    Reinauguração do Porto de Itaguaí

     
  • 1989

    Realização da primeira grande festa do aniversário de Itaguaí

     
  • 1995

    Criação do Município de Seropédica

     
  • 1998

    Inauguração do Teatro Municipal

     
  • 2006

    Inauguração da Casa de Cultura de Itaguaí

     
  • 2008

    Inauguração do CEFET e da ETERJ

     
  • 2009

    Início das Obras do Porto Sudeste

     
  • 2010

    Início das obras de Estaleiro e Base Naval

     
  • 2011

    Inauguração do SENAI

     
  • 2014

    Inauguração do Arco Metropolitano

     
  • 2018

    Descoberta de jazida arqueológica em Itaguaí

     
  • 2018

    200 anos da fundação de Itaguaí

     

FILHOS ILUSTRES DE ITAGUAÍ

Clique nas imagens abaixo para conhecer um pouco da história de cada filho da cidade.

Barão de Teffé

Motta Maia

Francisco José Cardoso Júnior

João Batista da Costa

Quintino Bocaiuva

Edição de matérias sobre Seropédica e atualidades.

Faça o seu comentário