O acidente, ocorrido na tarde desta quarta-feira, também deixou feridos e desaparecidos

Atualizada em 11/02/2015 | 18h4311/02/2015 | 16h03
Explosão em navio-plataforma deixa três mortos no Espírito Santo Divulgação/BW Offshore

O FPSO Cidade São Mateus é de uma empresa privada que tem contrato com a PetrobrasFoto: Divulgação / BW Offshore

Três pessoas morreram após uma explosão na casa de máquinas de um navio-plataforma no Espírito Santo nesta quarta-feira. O FPSO Cidade São Mateus é de uma empresa privada que tem contrato com a Petrobras e fica a cerca de 40 quilômetros de Vitória. Há seis trabalhadores desaparecidos, além dos feridos,confirmou a estatal em nota.

O acidente ocorreu no início da tarde e teria sido causado por um vazamento de gás na praça de máquinas da casa de bombas da plataforma, que é operada pela BW OFF Shore. Aproximadamente 30 trabalhadores foram retirados da plataforma em um barco de apoio.

Leia todas as últimas notícias de Zero Hora

A Federação Única dos Petroleiros (FUP), que recebeu informações do Sindicato dos Petroleiros do Espírito Santo (Sindipetro-ES), afirma que o incêndio foi controlado e não há risco de novas explosões.

Veja outros acidentes envolvendo plataformas de petróleo

Segundo a Secretaria de Estado da Saúde do Espírito Santo, duas ambulâncias do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e quatro motolâncias prestaram atendimento às vítimas do acidente. Até as 17h, 10 pacientes foram transferidos — duas vítimas de queimaduras graves. As vítimas foram encaminhadas para o Vitória Apart Hospital e o Hospital Metropolitano.

Conheça a plataforma

40 km de distância da costa é a localização da plataforma, que fica nos campos de Camarupim e Camarupim Norte, na costa do Espírito Santo em julho de 2006 ocorreu a descoberta do campo de Camarupim, através da perfuração de um poço. Mais tarde, decobriu-se que eles e estendia para além de seus limites para norte e, em outubro de 2007, houve a perfuração de mais um poço que resultou no campo de Camarupim Norte.

A unidade está ancorada numa lâmina d’água de 792 metros. Tem capacidade de produzir e processar até 10 MMNm³/dia de gás e 5.600m³/ dia de líquido, sendo 4.000m³/ de óleo. Pode, ainda, armazenar 10Mm³ de óleo e transferir essa carga para navios aliviadores

.