Estrada Rio São Paulo, todos os dias engarrafamento, e governantes não fazem nada para acabar com isso

0
495

Desde a construção da Rodovia Federal Presidente Dutra, a antiga Estrada Rio São Paulo ficou abandonada pelo poder público. Com crescimento desordenado dos municípios em seu entorno, a BR 465 passou a ficar congestionada por excesso de veículos que transitam diariamente entre as cidades do Rio de Janeiro, Nova Iguaçu e Seropédica.

Essas cidades buscam alternativas para “destravar” os deslocamentos e reduzir o impacto da imobilidade, evitando grandes prejuízos que isso tem trazido aos municípios que necessitam desta rodovia para seu desenvolvimento econômico. 

Em 2014 o DNIT resolveu melhorar este problema, com a reforma da BR 465 entre os municípios de Seropédica até a ligação com Rio de Janeiro. Muitos pontos foram positivos como a melhoria do asfalto que era cheio de buracos e intrafegável, causado prejuízos de manutenção nos automóveis. Outros pontos não foram positivos, como o caso do engarrafamento no km 32, onde as vezes motoristas levam 40 minutos para andar 1 km. 

Por falta de planejamento na execução das obras, se deparam com a imobilidade em dois pontos da rodovia, no acesso a Seropédica por causa da obra inacabada da construção do Viaduto em cima da linha Férrea, e na duplicação do viaduto do km 32 ao lado da Casa de Fogos. 

Em reunião realizada na UFRRJ,(https://www.seropedicaonline.com/ufrrj/ministro-de-infraestrutura-vem-a-seropedica-discutir-concessao-da-via-dutra-e-rio-santos-video/) o Ministro de Infraestrutura Tarcísio Gomes de Freitas, falou que iria fazer obras na Antiga Estrada Rio São Paulo, com recursos oriundos da Nova Concessão do Pedágio da Rodovia Presidente Dutra. Com essas novas obras muitos problemas que hoje existem estariam resolvidos. 

O maior problema desses engarrafamentos, é que muitos trabalhadores estão morando em cidades como Seropédica e Nova Iguaçu, já que a moradia é mais barata, e enfrentam o vaivém diário entre a casa e o trabalho.

As cidades-dormitório como é conhecida estes municípios já veem seus centros tomados por engarrafamentos em horários de pico, ocasionando pouca convivência com seus familiares.  Tem trabalhador que sai de casa às 4:30 horas para trabalhar e só volta por volta das 22:00 horas, não podendo ajudar na educação de seus filhos. Muitos perderam o emprego por chegarem atrasados ao trabalho.

Hoje um caminhão quebrou justamente no acesso ao município de Nova Iguaçu, na Estrada Rio São Paulo ocasionando um engarrafamento de 5 km, caminhões tiveram de subir no canteiro podendo danificarem seus veículos . 

Alguma coisa tem de ser feito URGENTEMENTE

Fotos: Marcelo Cotta