Cerca de 70 famílias compõe o Acampamento do Movimento dos Trabalhadores Rurais sem Terra, Marli Pereira da Silva, em Paracambi. 

O Seropédica Online foi ver de perto como vivem as 70 famílias que moram a beira da estrada, ao lado da Fazenda que foi catalogada como improdutiva em Paracambi. As famílias já aguardam à 8 anos a boa vontade do INCRA. As terras da Fazenda foram consideradas como improdutivas pelo laudo técnico emitido pelo Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (INCRA) e foi destinada para fins de Reforma Agrária.

A maioria dos moradores já são idosos, mas com esperança muito grande de ganhar estas terras para agricultura. O INCRA esquece que as pessoas envelhecem, 8 anos não são 8 dias, as crianças que tinham 10 anos na época da tentativa de ocupação, hoje tem 18 anos.

Aqui vamos lembrar qual é a verdadeira função do INCRA: “O Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária, Incra, é uma autarquia federal cuja missão prioritária é executar a reforma agrária e realizar o ordenamento fundiário nacional.” (Aqui fala MISSÃO PRIORITÁRIA, que prioridade é essa??) 

Em entrevista com o Seropédica Online, o Coordenador da Equipe 7, Carlos Moisés de Oliveira, fala sobre as dificuldades que os moradores do acampamento passam. 

“Nós só temos um banheiro comunitário para 70 famílias, acredito que a Assistência Social da Prefeitura poderia dar mais apoio as famílias que moram aqui. Nós já moramos aqui já faz 8 anos, precisamos que a prefeitura nos ajude construindo um banheiro decente para nós. Recebemos sempre a visita da equipe de saúde, e nós somos agradecidos com isso. Queríamos ter nossa terra, assim poderíamos pagar nossos impostos e ajudar o município. Apesar que a maioria trabalhe na cidade, só temos dois ônibus, um que passa aqui pela manhã e outro a tarde”. Destaca Moisés.

No acampamento tem duas hortas comunitárias que são cuidadas por todos. Um grupo de moradores estavam reunidos, aprendendo sobre o uso da medicina alternativa através das ervas medicinais. Manoel Bispo dos Santos faz parte deste grupo que ensina como usar as ervas medicinais.  “A cura de qualquer classe de doenças, desde as doenças do corpo até as doenças da mente, podem ser tratadas através da medicina alternativa com ervas. Aqui ensinamos que primeiramente procure um médico se o problema for grave, mas em casos como resfriados, dores de barriga, entre outros problemas podem ser tratados com ervas medicinais” disse Manoel.

O acampamento é bem organizado, tem até uma escolinha para os moradores. Todos os moradores do acampamento são muito pobres, apesar do sofrimento eles resistem na luta pelo direito a terra. Um dos moradores que não quis se identificar, falou que tem algumas pessoas com problemas de saúde, outros com idade muito avançada, mas a vontade de ter a terra e tão grande que não desistem, passamos fome, frio, calor, mas não arredamos o pé daqui, Deus é grande, e acreditamos que a direção do INCRA vai nos entregar este latifúndio sem uso, para nós plantarmos e vivermos do que a terra produzir, somos agricultores e acreditamos no nosso trabalho.

Ervas medicinais
Horta comunitaria
Hosta comunitaria
Escola e local para reuniões
Livros da Escola Comunitária
Carpinteiro da Ocupação
Horta comunitária
Banheiro Comunitário

 

Faça o seu comentário