Um dia após todos os bancos decretarem o fim da greve, a Caixa Econômica Federal anunciou na tarde desta sexta-feira que também vai voltar às atividades. O funcionamento das agências será normalizado a partir de hoje (10).

O fim da paralisação para os demais bancos foi acordado na noite dessa quinta-feira em assembleia no Sindicato dos Bancários que aprovou proposta da Federação Nacional dos Bancos (Fenaban). O texto contempla dois anos e garante, em 2016, reajuste salarial de 8%,  abono de R$ 3,5 mil,  15% de reajuste no vale-alimentação, 10%, no  vale-refeição e 10% de aumento no auxílio creche/babá. Para 2017, ficou determinado no documento a reposição da inflação com base no INPC (Índice Nacional de Preços  ao Consumidor) mais 1% de aumento real nos salários.

Inicialmente, os trabalhadores reivindicavam reajuste de 14,78%, sendo 5% de aumento real, considerando inflação de 9,31%; participação nos lucros e resultados (PLR) de três salários acrescidos de R$ 8.317,90; piso no valor do salário mínimo do Dieese (R$ 3.940,24), e vales alimentação, refeição, e auxílio-creche no valor do salário mínimo nacional (R$ 880). Atualmente, os bancários recebem piso de R$ 1.976,10 (R$ 2.669,45 no caso dos funcionários que trabalham no caixa ou tesouraria). Essa foi a maior paralisação no estado desde 2004, quanto os bancários pararam por 29 dias.caixa-economica-estado-de-minas

 

Faça o seu comentário