CRISTO É A LUZ DO MUNDO

A Paroquia Nossa Senhora das Graças realizou neste último Sábado (3), a Vigília Pascal. A Celebração da Vigília Pascal, a mãe de todas as vigílias, é vigília em honra do Senhor.

Durante o evento foram tomadas todas as medidas e cuidados solicitados pela Secretária de Saúde de Seropédica, para evitar a disseminação do coronavírus. (Uso obrigatório de mascaras, distanciamento social, redução de 40% do número de fiéis e uso do álcool gel).

O Padre Paulo Sergio deu início a Celebração ao acender a fogueira para Benção do Fogo, e com o fogo da fogueira foi aceso o Círio Pascal. Logo a seguir as velas dos fiéis são acesas a partir do fogo do Círio Pascal, este gesto simbólico representa a “Luz de Cristo” que vão se espalhando por todos, e a escuridão que é diminuída.

O Padre Paulo Sergio explicou que os ritos do fogo, da luz e da água nos introduzem no significado que tem para a vida do cristão a ressurreição de Jesus. O fogo novo invade a terra para que se purifique e renasça a nova criação; na água batismal todos nós renascemos para o Senhor; a luz ilumina nossas trevas e nos permite ver os caminhos que ele traçou para nós.

“Se realmente prestarmos atenção aos quatro grandes momentos desta grande Vigília, com seus símbolos, e compreendermos seu significado para a nossa vida, então seremos capazes de levar para nosso cotidiano a força e a alegria da Páscoa que hoje celebramos”.

“A Liturgia da Luz, com o fogo, o Círio Pascal e nossas velas nele acesas nos dizem que, pelo Batismo, ressuscitamos com Cristo, passamos das trevas à luz, vencemos o pecado e a morte, somos novas criaturas. Portanto, testemunhemos isso no mundo, vivendo como ressuscitados, como filhos da luz, filhos do dia, iluminados por Cristo, na esperança do grande Dia Final, para o qual nos colocamos em vigília”.

Logo após a Proclamação da Pascoa houve o Canto da Ladainha, em seguida o Padre Paulo Sergio realizou a Benção da Água, (A Água da vida que livra, para sempre, o homem do egoísmo e da maldade). Com este Rito da Benção da Água o Padre Paulo aspergiu Água Benta nos fiéis renovando o Batismo de todos.

“Aquele que beber a água que eu vou dar, esse nunca mais terá sede. E a água que eu lhe darei, vai se tornar dentro dele uma fonte de água que jorra para a vida eterna” . A água é um símbolo de vida e, sendo a liturgia a celebração da vida de Cristo em nós, integra fundamentalmente a liturgia. O rito com a água perpassa toda a vida de fé, do batismo às exéquias.

Neste momento é importante refletir sobre a água, mais especificamente no rito da aspersão, em vista de nosso itinerário de iniciação à vida cristã.

CRISTO É A LUZ DO MUNDO

LADAINHA DE TODOS OS SANTOS

BENÇÃO DAS ÁGUAS