Mais uma pessoa desaparece nas águas do Rio Guandu, desta vez foi o Bombeiro Reformado, Sebastião Nunes de 57 anos. 

Constantemente tenho relatado o perigo que é o Rio Guandu, para que as pessoas evitem banhar-se em suas águas. O Rio Guandu era explorado pelos areeiros no período da construção da Ponte Rio Niterói, entre outras grandes obras que necessitavam de areia lavada de qualidade no RJ.

Depois que foi proibido pelo INEA a retirada de areia de seu leito, ficaram vários buracos com mais de 5 metros de profundidade próximo a beirada, virando uma armadilha para as pessoas que não conhecem a localidade. Muitas pessoas que não sabem deste fato, vão tomar banho, e acabam sendo sugados para dentro destes enormes buracos perdendo a vida.

Neste domingo 13 de setembro, o Bombeiro Reformado Sebastião Nunes estava na localidade do Km 34, próximo ao Bairro jesuítas em uma ilhazinha no meio do rio, quando tentou retornar acabou desaparecendo nas correntezas. A família disse ao Coordenador Logístico e Guia do Pantanal Iguaçuano Edson Monteiro, que Sebastião tinha epilepsia, e tomava diazepan, provavelmente passou mal no momento do desaparecimento.

Os Bombeiros do Destacamento de Seropédica comandado pelo Tenente Lucas Edinaldo foram chamados ao local por volta das 11 horas. Compareceram para o salvamento o Sgt Marlon, o Cabo L.Carlos e o Cabo Robson Liers. No mesmo momento O Tenente Edinaldo acionou a equipe de Mergulhadores Bombeiros Militar do GBS da Barra da Tijuca. Várias buscas foram feitas na localidade próxima e mais distante, mas sem sucesso. Nesta segunda-feira (14), as equipes retornarão para continuar as buscas. 

Nota: Edson Monteiro que também é pescador e pescadores da localidade, também estão ajudando na busca.

Bombeiro Reformado Sebastião Nunes

 

 

Faça o seu comentário